Renascimento Científico

Renascimento Científico

Renascimento Científico é o nome do período de desenvolvimento científico ocorrido na Europa entre os séculos XV e XVI. O Renascimento Científico foi uma época pautada no racionalismo, no humanismo e nos conhecimentos da Antiguidade Clássica. Foi um período em que houve grandes avanços científicos, possibilitados por estudos e experimentos de grandes cientistas. O Renascimento Científico mudou a mentalidade das pessoas. 

O Método Científico

Já no século XIII, o pensador inglês Roger Bacon afirmava que os cientistas deveriam realizar experiências com o intuito de alcançar novas descobertas sobre o mundo natural. Naquela época, poucas pessoas deram ouvidos às suas declarações. No século XVI, contudo, muitos cientistas seguiram seus conselhos, e passaram a utilizar o que foi chamado de método científico - um procedimento lógico que visava colher informações e testar ideias.

O método científico envolve a exposição de uma questão, a formulação de hipóteses (que são teorias não comprovadas), anotação de observações, realização de experimentos e, finalmente, a obtenção de conclusões. Utilizando esta metodologia, cientistas do século XVI e XVII mudaram a maneira de estudarmos o universo.

Mudanças no Aprendizado da Ciência

Na era medieval, as pessoas acreditavam que o Sol, a Lua e os planetas giravam ao redor da Terra. Tal ideia havia sido apresentada pelo filósofo grego Aristóteles no século IV a.C. Esta visão geocêntrica do universo foi apoiada pelo astrônomo grego Cláudio Ptolomeu no século II d.C. e pela Igreja Cristã durante a Idade Média. As pessoas na época observaram o Sol viajando pelo céu todos os dias, e notaram a mudança de rota das estrelas à noite. Mas a Terra não parecia se mover e, portanto, parecia lógico acreditar que nosso planeta era o centro fixo do universo.

Nos primórdios do século XVI, a visão geocêntrica do universo foi questionada por Nicolau Copérnico, clérigo, médico e astrônomo polonês. Copérnico achava que o Sol se situava numa posição fixa no centro do universo, e que a Terra era um dos planetas que giravam ao seu redor. A teoria heliocêntrica de Copérnico marcou o início da moderna astronomia e do pensamento científico atual. Copérnico estava ciente, porém, que a maioria dos eruditos e do clero iriam rejeitar sua teoria, pois não era compatível com as visões religiosas da época. Temendo perseguição, Copérnico não publicou seu trabalho até 1543, seu último ano de vida. Apenas um século após a sua morte é que suas ideias foram disseminadas.

Galileu Galilei

Uma das primeiras pessoas a concordar com os estudos de Copérnico foi Galileu Galilei (1564-1642). Cientista e matemático italiano, Galileu acreditava no método científico. Galileu pregava que o conhecimento da natureza vem da realização de "experimentos sensatos e das demonstrações necessárias".

Ainda no início de sua carreira, Galileu atraiu a atenção geral ao realizar um experimento sobre as leis do movimento. Galileu escalou a inclinada Torre de Pisa, na Itália, e deixou cair, do alto da torre, objetos de diferentes pesos. Para a surpresa de muitos, os dois objetos atingiram o solo ao mesmo tempo, levando-o a concluir que objetos leves caíam na mesma velocidade que os objetos pesados.

Quando Galileu tomou conhecimento de uma recente invenção holandesa - o telescópio -voltou sua atenção para o estudo das estrelas. Galileu desenvolveu, então, seu próprio telescópio, e descobriu que a superfície da Lua era imperfeita e continha inúmeras protuberâncias e abismos profundos. Galileu também descobriu que o planeta Júpiter possuía "luas" que circulavam ao seu redor. Esta descoberta desafiou o pensamento vigente de que todos os corpos celestes circundavam ao redor da Terra.

No início do século XVII, Galileu pediu permissão ao Papa para escrever um livro comparando as ideias de Ptolomeu e Copérnico. O Papa concordou, pois Galileu havia prometido defender os ensinamentos da Igreja. Contudo, quando o livro foi publicado em 1632, suas ideias chocaram e enfureceram o Papa. Galileu havia mantido sua promessa ao Papa, e encerrou sua obra apoiando as ideias de Ptolomeu; porém, o restante do livro claramente demonstrava que ele apoiava Copérnico. Em 1633, Galileu foi levado à Inquisição e ameaçado com tortura. Estava com 70 anos na época, e foi obrigado a retrair seus ensinamentos. Além disso, Galileu foi forçado a prometer que não ensinaria a teoria heliocêntrica e que permaneceria em casa, onde era vigiado. Ainda assim, estas ações e ameaças não o impediram de transmitir suas ideias: ele continuou a escrever e, com a ajuda de amigos, continuou difundindo seus ensinamentos.

Sumário

- O Método Científico
- Mudanças no Aprendizado da Ciência
- Galileu Galilei
- Isaac Newton
- Filósofos da Ciência
Assine login Questões de Revisão image Questões dissertativas image Questões para o Enem image