Óptica da Visão - Defeitos na Visão Humana

Óptica da Visão - Defeitos na Visão Humana

A visão dos objetos ocorre na transformação da luz (energia radiante) em impulsos elétricos (energia elétrica) que ocorre no olho, sendo interpretadas no cérebro.

O olho humano

É um sistema óptico complexo, cujo funcionamento se assemelha ao de uma máquina fotográfica. A figura abaixo representa o corte esquemático do globo ocular.

Dentre os elementos assinalados destacam-se a retina, o cristalino e a íris. É na retina que a imagem é formada.

O cristalino funciona como uma lente convergente, cuja distância focal é variável, graças a ação dos músculos ciliares que alteram a convergência do cristalino. Esse mecanismo denomina-se acomodação visual.

A íris faz o papel de regulador de luminosidade é controlada por um orifício central chamado pupila, como o diafragma de uma máquina fotográfica.

Para representar o olho utiliza-se um esquema chamado olho reduzido, como na figura a seguir

A imagem formada é real, pois é projetada, como na figura a seguir.

Devido ao mecanismo de acomodação visual, uma pessoa, com visão normal, pode enxergar com distinção, objetos situados desde a 25 cm em média, do cristalino até o infinito.

O ponto correspondente à distância mínima convencional é chamada do ponto próximo (P.P.), e o ponto correspondente ao infinito é chamado ponto remoto (P.R.).

As duas situações acima estão representadas, respectivamente, nas figuras abaixo

Defeitos da Visão

Miopia

É um defeito provocado, geralmente, pelo alongamento do globo ocular, fazendo com que a imagem, que num olho normal seria formado sobre a retina, seja formada antes da mesma, no olho míope.

A figura a seguir ilustra esse fato, para um objeto situado no infinito.

Como consequência disso, o ponto remoto para o míope está a uma distância finita do olho, como na figura a seguir.

A correção da miopia é feita com lentes divergentes, para diminuir a vergência do sistema ocular, proporcionando ao olho míope a visão de objetos impróprios. Esse fato é ilustrado pela figura a seguir.

Conclui-se que o foco F” da lente corretora coincide com o ponto remoto P.R., ou seja, a distância focal da lente é igual à abscissa do ponto remoto, que é virtual.

F =-XPR

O indivíduo míope tem dificuldade para ver de longe.

Hipermetropia

É um defeito provocado pelo encurtamento do globo ocular, fazendo com que a imagem, que num olho normal seria formada sobre a retina, seja formada após a mesma, no olho hipermetrope.

Como consequência, o ponto próximo do hipermetrope está mais afastado do que estaria no caso de um olho normal.

A figura a seguir ilustra esse fato.

A correção da hipermetropia é feita com lentes convergentes, para aumentar a vergência do sistema ocular, fazendo com que o hipermetrope enxergue objetos situados numa distância, que seria o ponto próximo, se o olho fosse normal .

Presbiopia

Consiste na perda da capacidade de acomodação do cristalino, devido ao seu enrijecimento provocado pelo envelhecimento da pessoa. Como consequência, há um afastamento do ponto próximo, apesar da visão de objetos distantes continuar normal.

Astigmatismo

Defeito causado por irregularidade na curvatura da córnea ou do cristalino, provocando uma assimetria no sistema óptico ocular. A correção é feita com lentes cilíndricas.

  • Aulas relacionadas

Sumário

- O olho humano
- Defeitos da Visão:
i. Miopia
ii. Hipermetropia
iii. Presbiopia
iv. Astigmatismo
Assine login Questões a responder image Questões dissertativas image