Cordados - peixes, anfíbios, répteis

Cordados - peixes, anfíbios, répteis

Etapas Evolutivas

Animais de simetria bilateral, triblásticos, enterocelomadosdeuterostômios. Apresentam, com exclusividade, durante seu desenvolvimento:

1) Fendas na faringe ou fendas branquiais.

2) Notocorda ou Chorda dorsalis que poderá ser substituída pela coluna vertebral.

3) Tubo nervoso dorsal. Nos invertebrados há cordões nervosos, não tubo!

4) Cauda (região do corpo, prolongada além do ânus).

O filo dos cordados é dividido em subfilos: Protocordados e Vertebrados.

Verifique na análise comparada a seguir, a "passagem evolutiva" de invertebrados para cordados, onde são considerados:

  • forma de alimentação (filtração branquial).
  • características embriológicas (celoma; evolução do blastóporo; formas larvais, etc).
  • aspectos bioquímicos (proteínas; creatina - fosfato cordados; etc).
  • registro fóssil.

Filogenia do reino animal, proposto por Hanson.

Filogenia do reino animal, de acordo com Hyman.

Os cordados constituem um filo extremamente diversificado quanto ao tamanho e ao aspecto geral de seus representantes. Entre estes se incluem a ascídia e o anfioxo (cordados primitivos), além dos diferentes grupos de animais vertebrados: peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos.

O agrupamento de organismos tão diversos em um único filo baseia-se principalmente em aspectos do desenvolvimento embrionário. Na fase de nêurula todos os cordados exibem o mesmo padrão básico de organização do corpo, sendo possível identificar as três estruturas que caracterizam o grupo: notocorda, fendas branquias e tubo nervoso dorsal.

  • Notocorda: eixo longitudinal de sustentação do corpo, constituído por tecido conjuntivo frouxo revestido por tecido conjuntivo fibroso. Forma-se dorsalmente, acima do tubo digestivo e abaixo do tubo neural (ou nervoso), ao qual serve de sustentação. Pode persistir por toda a vida nos protocordados (cordados primitivos), enquanto que nos adultos de cordados superiores (vertebrados) é substituída pela coluna vertebral;
  • Tubo neural: tubo de origem ectodérmica localizado na região dorsal do embrião, acima da notocorda. A partir do tubo neural desenvolve-se o sistema nervoso central dos cordados adultos;
  • Fendas branquiais: aberturas laterais da faringe; origem embrionária do sistema respiratório. Nos cordados aquáticos estas fendas dão origem às brânquias dos adultos. Nos demais cordados, cujos adultos possuem respiração pulmonar, as fendas branquiais se fecham durante o desenvolvimento.

A notocorda, o tubo neural e as fendas branquiais são estruturas que não se mantêm em todos os adultos: formadas nos estágios mais jovens, são substituídas por outras durante o desenvolvimento da maioria dos cordados.

Sumário

- Etapas evolutivas
- Classificação
i. Protocordados (Cordados invertebrados)
a) Urocordados ou Tunicados
b) Cefalocordados
- Subfilo Vertebrata
- Síntese evolutiva - períodos e formas de vida
- Animais pecilotérmicos e endotérmicos
- Classes dos Vertebrados i. Classe Cyclostomata
ii. Superclasse Pisces
a) Classe Chondrichtyes (peixes cartilaginosos) b) Classe Osteichthyes (peixes ósseos)
iii. Classe Amphibia (anfíbios)
iv. Classe Reptilia (Répteis)
Assine login Questões a responder image Questões dissertativas image Questões para o Enem image