Artrópodes - Características Gerais dos Artrópodes

É o filo que apresenta o maior número de espécies atuais (1 milhão). Existem em todos os ambientes: água doce ou salgada (microcrustáceos – planctônicos; camarões, lagostas – bentônicos livres; cracas - fixos), no solo (formigas, pulgas, tatuzinho ou “tatu-bola”, aranhas, centopeia, escorpiões), no ar (voam = borboletas, abelhas, besouros, moscas).

Os artrópodos têm estreitas relações de parentesco com os anelídeos, sendo que a maior evidência é a segmentação metamérica do corpo. Artrópodos primitivos (trilobitas – entre 600 e 250 milhões de anos atrás), hoje extintos, apresentavam, nas fases adultas, o corpo nitidamente dividido em segmentos semelhantes.

Apesar de não ser tão evidente nos artrópodos adultos atuais, devido à fusão e especialização dos segmentos (tagmas), a organização metamérica está presente nas fases embrionárias de todas as espécies do grupo.

Os artrópodes são animais triblásticos, protostômios e celomados. São metamericamente segmentados, bilateralmente e simétricos, com o corpo organizado em cabeça, tórax e abdome ou cefalotórax e abdômen. Apresentam apêndices ou patas articuladas e exoesqueleto quitinoso; sistema digestivo completo, sistema circulatório aberto e lacunar sistema nervoso formado por gânglio cerebral e cadeia ganglionar ventral.

Os artrópodes constituem o maior grupo de organismos quanto ao número de espécies; estas são extremamente bem-sucedidas na exploração dos mais variados ambientes terrestres, aéreos, de água doce e marinhos. Trata-se de um grupo muito diversificado, incluindo-se entre seus representantes os insetos, aranhas, escorpiões, caranguejos, camarões, além das centopeias, lacraias e piolhos-de-cobra.

Onicóforos

Filo Onycophora - onychos, unha, garra; phoros, portador.

Os onicóforos apresentam características intermediárias de anelídeos e de artrópodos. A espécie nativa do Brasil é o Peripatus acacioi. Os registros fósseis indicam pouca mudança na organização básica nos últimos 500 milhões de anos.

Corpo alongado, entre 5 e 10 cm de comprimento, pele aveludada e numerosos pares de patas curtas e grossas, terminadas em pequenas garras afiadas.

Na cabeça há um par de antenas e um par de papilas secretoras de muco (jatos que imobilizam as presas). Vivem em ambientes muito particulares e úmidos (cutícula com pouca quitina), em florestas tropicais da África, Ásia, Austrália e América do Sul.

As semelhanças entre onicóforos e anelídeos aparecem na organização muscular, em camadas sob a pele, no sistema excretor (nefrídeos) e na estrutura dos órgãos reprodutivos.

As semelhanças com os artrópodos são o sistema circulatório aberto e o sistema respiratório traqueal.


Peripatus

Características gerais dos Artrópodes

Apesar de sua grande diversidade, todos os artrópodes exibem, em comum, as seguintes características:

Exoesqueleto: constituído principalmente por quitina, podendo apresentar impregnação por sais de cálcio. Somente nas regiões de articulação de patas e antenas, ou entre as diferentes regiões do corpo, a cutícula é fina e flexível, permitindo a movimentação.

Por possuírem revestimento externo rígido, os artrópodes apresentam crescimento descontínuo, por meio de mudas ou ecdises (induzidas por hormônio: a ecdisona). Periodicamente, um novo esqueleto mole forma-se sob o mais antigo; a velha cutícula se rompe e o animal se solta, abandonando o revestimento anterior. Ocorre rápido aumento de volume do corpo, enquanto a nova cutícula ainda não se impregnou de quitina, continuando portanto mole e elástica.

Segmentação: os artrópodes são, além dos anelídeos, os únicos invertebrados segmentados, diferindo deles por não apresentarem septos intersegmentares internamente. Também não há repetição dos órgãos internos como nos anelídeos. Durante o desenvolvimento embrionário pode ocorrer, nos artrópodes, fusão entre os metâmeros, tornando menos evidente sua segmentação. É possível entretanto identificar a divisão do corpo em três grandes segmentos, distintos ou fundidos: cabeça, tórax e abdome.

Apêndices articulados: característica que dá nome ao grupo, os apêndices dos artrópodes são formados por articulações móveis. Os apêndices são de vários tipos, estando sua forma relacionada à função que realizam. Entre essas funções podemos citar as de locomoção (patas); captura, sucção e trituração de alimentos (peças bucais variadas, pinças); limpeza do corpo e percepção de estímulos (patas, antenas).

  • Aulas relacionadas

Sumário

- Onicóforos
- Características gerais dos Artrópodes
- Diversidade
i. Subfilo Uniramia
a) Classe Insecta
b) Classe dos Diplópodos
c) Classe dos Quilópodos
ii. Subfilo Crustáceos
iii. Subfilo Quelicerados
a) Classe Merostomados
b) Classe Arachnida
Assine login Questões a responder image Questões dissertativas image Questões para o Enem image