Aula 4: Escrevendo uma dissertação

Dissertar é produzir texto que expressa uso da razão, do raciocínio, do intelecto. A dissertação expõe parecer, julgamento, opinião sobre um assunto, maneira de ver o mundo; pode ainda exortar - caso das pregações religiosas, convencer - caso dos discursos políticos, das aulas expositivas. São dissertações os textos de defesa de teses, comuns nas Universidades. É também a dissertação a modalidade de redação mais pedida nas provas dos vestibulares em todo o país e nas de concursos para provimentos de cargos  no serviços públicos federais, estaduais ou municipais.

Por ser um texto provindo do raciocínio, requer boa vivência social e cultural daquele que escreve. A dissertação só pode ser produzida por indivíduo informado sobre o mundo em que vive e do qual faz parte.

Como podemos nos preparar para executar essa tarefa? Aprendendo as técnicas da composição? Não apenas isto! É indispensável acrescentar ao conhecimento das técnicas da composição a informação, a qual se adquire através de muita leitura, trabalho com textos, boas discussões com amigos etc.

Portanto, habilite-se a ser alguém bem informado e bem formado, a fim de que se capacite a posicionar-se, a estabelecer processos de julgamento, de avaliação do mundo em que você vive.

DISSERTAÇÃO: O TEXTO QUE REVELA O HOMEM

Todo e qualquer texto traz a marca pessoal de quem o produziu. E isto não transparece apenas no estilo, mas também no "espírito" daquele que o produziu. Não existem textos neutros, isentos de posicionamento. Já que o texto é produzido por alguém, esse alguém tem personalidade, vê e interpreta a realidade de modo pessoal, particular, seja esse modo aceitável ou não; seja razoável ou não. Essa marca de individualidade insere-se de forma mais evidente em um texto e menos evidente em outros. O texto dissertativo imprime o caráter do redator de maneira mais explícita que qualquer outra modalidade de texto. Ele mostra os valores morais, filosóficos, religiosos do redator.

Considerando-se que a mundividência ou cosmovisão (jeito particular de interpretar a realidade) difere entre os homens, a dissertação constitui ferramenta de discussão dos assuntos e, na maioria dos casos, enfatiza uma disputa, busca uma forma de convencimento do outro (o leitor); uma procura de provar a verdade, estabelecer a razão. Entretanto, vale lembrar que nem todo texto dissertativo busca a argumentação: há textos dissertativos que se estabelecem no plano da exposição, fugindo, de certo modo, à discussão explícita.

A matéria prima da dissertação é o conhecimento, a informação que possui o redator sobre o assunto. Esse conhecimento, para que o texto bem o expresse, deve estar organizado; nunca disperso. Conhecimento disperso, desordenado ou inseguro vai gerar um texto irrefletido, inconsistente, portanto, reprovável.

Se, na dissertação, sobrepõe-se a expressão exata, clara, precisa, direta, prevalece, então, a denotação: uso da palavra despida de sentidos figurados. Mas a ocorrência da denotação: linguagem figurada,  não está excluída, desde que usada parcimoniosamente, sem intenção de camuflar a ideia, mas de valorizá-la.

Embora a expressão dissertativa apresente o Homem em sua essência, o alguém que disserta geralmente não se enuncia no texto. As dissertações, então, evitam uso da primeira pessoa gramatical, mormente a do singular.

Também, por tratar-se - quase sempre - de um texto com destinatário não específico (o que não ocorre com a carta), a dissertação não alude de forma explícita a esse desconhecido destinatário.

Vale lembrar, entretanto, que na feitura do texto, sempre prevalece a intenção e o bom-senso de quem o produz. Então, aquilo que é regra, pode, de repente, constituir exceção.

Isto posto, parece ficar claro que um texto dissertativo sempre provoca o surgimento de outro que confirma ou refuta as ideias do primeiro, estabelecendo-se o que chamamos de intertextualidade.

O Educabras prepara você para o Vestibular e o Enem. Entre na faculdade de sua escolha e siga a carreira de seus sonhos!
Conteúdo e recursos para otimizar seu tempo de estudo e maximizar sua nota no Vestibular e no Enem.

Mais informaçõesimage
image

Agilize e facilite seu trabalho!
- Conteúdo didático para elaborar aulas e usar em classe.
- Banco de dados com milhares de questões por matéria.
- Elabore provas em alguns minutos! Opção de imprimir ou baixar provas e salvá-las em seu cadastro para usá-las no futuro.

Mais informaçõesimage
image

ESTUDO PERSONALIZADO

Programa de Estudo Personalizado com foco nos vestibulares que você prestará:
- Otimize o tempo de estudo: concentre-se nos assuntos relevantes para os vestibulares de sua escolha.
- Opção de incluir o Enem em seu Programa de Estudo Personalizado.
- Conteúdo e Ferramentas: Aulas, resumos, simulados e provas de Vestibulares e do Enem.
* Confira se os vestibulares de sua escolha fazem parte do Programa de Estudo Personalizado

Mais informaçõesimage

Colégios

O Educabras ajuda o colégio a melhorar o desempenho acadêmico dos alunos no Enem e no Vestibular e aumentar o índice de aprovação nas mais conceituadas faculdades do Brasil.
Pacotes de assinaturas: contrate assinaturas a um valor menor para seus professores e alunos.

Mais informaçõesimage