Reação de Saponificação

Reação de Saponificação

É a reação para produzir sabão:

Óleo ou gordura

+

Base Sabão + Glicerina (Glicerol)

 

 

lipídeo

 

para sabões duros = NaOH (soda cáustica)
para sabões moles = KOH (potassa cáustica)

Como já vimos óleos ou gorduras são triésteres.

    O          
   

||

         

R1

 —

C

 —

O

 —

CH2

 
   

O

     

  |

R1, R2, R3 cadeias carbônicas com 12 ou mais carbonos.

   

||

     

R2

 —

C

 —

O

 —

CH

 
   

O

     

 |

 
   

||

     

R3

 —

C

O

 —

CH2

 

A saponificação pode ser assim representada:

Em toda saponificação, além do sabão, temos a produção de glicerina. Por isso, toda fábrica de sabão vende também glicerina, muito usada na linha de cremes de beleza por suas propriedades umectantes (que mantêm a pele umedecida).

Como o sabão atua na limpeza?

Para demonstrá-lo, temos que partir da fórmula:

Para simplificar esta representação, vejamos a notação:

A parte da cadeia que apresenta só carbono é hidrogênio (cauda); é apolar e dissolve a gordura que também é apolar. Já a ponta da cadeia que apresenta o     é polar e, portanto, dissolve-se na água.

Os sabões são polares e apolares.

Dizemos que o sabão tem uma cauda apolar e uma ponta polar.

Estas substâncias que são, ao mesmo tempo, polares e apolares são chamadas de emulsificantes ou emulsionantes.

Podemos representar um sabão da seguinte forma:

Os detergentes funcionam da mesma forma. A substância mais comum nos detergentes é:

A diferença entre sabão e detergente está na parte polar:

No sabão   

No detergente   - SO3H