Barroco

Seiscentismo

1. Datas

a) Portugal:

  • 1580: anexação de Portugal à Espanha; morte de Camões; início do Barroco em Portugal
  • 1756 : fundação da Arcádia Lusitana - início do Arcadismo em Portugal

b) Brasil:

  • 1601: Prosopopeia, de Bento Teixeira Pinto - início do Barroco no Brasil.
  • 1768: Obras, de Cláudio Manuel da Costa - início do Arcadismo no Brasil.

2. Contexto histórico

O século XVII assiste, na Europa, à reação da Igreja Católica ao expansionismo protestante: cria-se a Companhia de Jesus e ativa-se o tribunal do Santo Ofício - Inquisição -, num movimento católico que se tornou conhecido como Contrarreforma.

Contrariamente ao século anterior, Portugal vive um terrível período de decadência política e econômica. A morte do rei D. Sebastião, último rei da Dinastia de Avis, na Batalha de Alcácer-Quibir, em 1578, deixara o país falido e sem herdeiro para o trono. Em 1580, a Espanha anexa Portugal aos seus domínios e começa para os portugueses uma longa fase de cativeiro, até 1640.

Desenvolve-se nessa época o "mito sebastianista", na crença no retorno de D. Sebastião para redimir a pátria lusa. De 1612 a 1640, Portugal luta bravamente contra a Espanha, tentando recuperar sua autonomia, o que finalmente acontece com a coroação do Duque de Bragança como D. João IV, iniciando a restauração da monarquia portuguesa e a Dinastia de Bragança.

Durante os sessenta anos de domínio espanhol, o Brasil, como "colônia da colônia", sofre a expansão do território para o interior; a conquista do litoral norte e nordeste, com a expulsão dos franceses; a ocupação de novas terras, com a expansão da criação de gado; e a formação de uma colônia holandesa no Nordeste. Com a restauração portuguesa, ocorre a expulsão dos holandeses; a Bahia torna-se o maior centro produtor de açúcar; a centralização administrativa e econômica possibilita o aumento do controle da Coroa Portuguesa e o monopólio econômico, com severas restrições ao comércio na Colônia. Iniciam-se as bandeiras, em busca de metais preciosos.

3. Características gerais do Barroco

O movimento barroco iniciou-se na Espanha e foi introduzido em Portugal durante o domínio espanhol. É a arte do conflito, a arte da Contrarreforma e, como tal, reflete as contradições, os conflitos e incoerências contra-reformistas. Ao mesmo tempo, atende aos objetivos da Igreja e é absorvido por ela; é por isso que muitas manifestações barrocas estão estreitamente vinculadas à religiosidade católica. Entre suas principais características, encontram-se:

  • dualismo, fusionismo: tentativa de conciliar o teocentrismo medieval com o antropocentrismo renascentista e, consequentemente, valores opostos como:
    • alma X corpo
    • carne X espírito
    • virtude X prazer
    • fé X razão
    • céu X terra
  • rebuscamento nas artes plásticas e na expressão literária:
    • contornos, relevos, delírio cromático;
    • excesso de figuras de linguagem: antíteses, paradoxos, metáforas, hipérboles, hipérbatos, paranomásias, anáforas, anadiploses etc.

    • pessimismo:
      • em relação à transitoriedade da vida e dos valores;
      • violento confronto de temas opostos;
      • descontentamento humano em face da existência.
    • feísmo:
      • preferência pelos aspectos hediondos da realidade;
      • ênfase na dor e na vergonha;
      • temática da penitência, com destaque para o martírio da dor.
    • cultismo e conceptismo:
      • cultismo:
        valorização da forma, dos aspectos sensoriais;
        estilo trabalhado, repleto de figuras e trocadilhos;
        também chamado gongorismo, porque foi desenvolvido pelo poeta espanhol Gôngora.
      • conceptismo:
        valorização do conteúdo, das ideias;
        organização do pensamento segundo uma lógica rigorosa, com vistas à persuasão

Sumário

- Seiscentismo
i. Datas
ii. Contexto histórico
iii. Características gerais do Barroco
- Barroco em Portugal
i. Portugal: a prosa do padre Antônio Vieira
- Barroco no Brasil
i. A "Prosopopeia" de Bento Teixeira Pinto
ii. A poesia de Gregório de Matos Guerra
iii. Manuel Botelho de Oliveira
Assine login Questões de Revisão image Questões dissertativas image Questões para o Enem image