Pré - História

PRÉ-HISTÓRIA

Aproximadamente há cinco milhões de anos, surgia o homem sobre o planeta Terra, tendo provavelmente como berço o continente africano. Tinha início o longo, sangrento e, por vezes, glorioso caminhar da História.

Os estudiosos tradicionais dividiam a evolução humana em dois períodos: a Pré-História, caracterizada pela ausência de escrita, e a História propriamente dita, quando se formaram as primeiras civilizações. Essa divisão é bastante simplista e conceitualmente errada, pois, sendo o homem um agente histórico por definição, seu aparecimento e suas primeiras atividades já caracterizam uma realidade que, efetivamente, pode ser denominada de "histórica". Além disso, os antigos historiadores definiam a Pré-História pelo critério da carência: ausência de Estado, falta de sofisticação tecnológica, economia estritamente de subsistência e desconhecimento da escrita. Em suma, comunidades selvagens e, por conseguinte, desprovidas de História. Essa visão nos parece preconceituosa, pois parte do conceito de que o processo civilizatório só teve início quando nasceram as estruturas e os valores que a nossa cultura, neles baseada, define como tais.

Apesar da crítica que fizemos acima, somos obrigados, por razões didáticas, a aceitar essa arbitrária divisão. Também a Pré-História é dividida em períodos: o Paleolítico, Mesolítico e a Idade dos Metais, desdobrada em período do Bronze e o do Ferro.

O PALEOLÍTICO OU IDADE DA PEDRA LASCADA (De quatro milhões a 8000 a. C.)

DURAÇÃO DO PERÍODO - aproximadamente 2,5 milhões de anos

CARACTERÍSTICAS - economia de subsistência; uso de objetos feitos de pedra lascada, ossos e dentes de animais; desconhecimento de técnicas agrícolas e dependência, para alimentação, da caça e da coleta vegetal.

A VIDA NO PERÍODO PALEOLÍTICO - os seres humanos no período paleolítico se agrupavam em hordas (bandos), ainda sem organização social e destituídos de instituições políticas e administrativas; carentes de uma técnica mais apurada, eram constantemente vitimados por desastres naturais; além disso, a fome era uma realidade quase permanente, o que obrigava os seres humanos ao nomadismo

TRAÇOS CULTURAIS DEIXADOS - pinturas rupestres (desenhos feitos nas paredes de cavernas para ensinar técnicas de caça aos jovens e retratar aspectos da vida cotidiana)

CONQUISTAS TECNOLÓGICAS - primeiro machado de pedra, surgimento da linguagem oral, dos rituais religiosos e das manifestações artísticas

MAIOR AVANÇO TECNOLÓGICO - o controle do fogo

EXEMPLOS DE PINTURAS RUPESTRES - As cavernas de Altamira (Espanha) e Lascaux (França)


Artefatos da Era Paleolítica

O MESOLÍTICO

DEFINIÇÃO - período de transição entre a Era da Pedra Lascada e a da Pedra Polida

INÍCIO DO PERÍODO - por volta de 100 mil anos atrás

CARACTERÍSTICAS - economia de subsistência; uso de artefatos e ferramentas já mais trabalhados (micrólitos usados em pontas de flechas e objetos perfurantes e cortantes relativamente polidos, mas ainda de pedra, de ossos e dentes de animais); surgimento de lanças e do arco; uso do fogo para aquecimento, proteção contra animais e preparação de alimentos.

Exemplos de Micrólitos:

A VIDA NO PERÍODO MESOLÍTICO - início da divisão social do trabalho, cujo critério era estritamente sexual: os homens se dedicavam à pesca e à caça, enquanto as mulheres coletavam vegetais; nas regiões litorâneas, já tinha início pesca em águas mais profundas; domesticação do cachorro e, em algumas áreas, começo de sedentarização.


Uma ponta de flecha mesolítica

O NEOLÍTICO: UMA REVOLUÇÃO OU A IDADE DA PEDRA POLIDA

INÍCIO DO PERÍODO - cerca de 20 mil anos atrás

CARACTERSTICAS - surgimento da agricultura e da pecuária; propriedade coletiva da terra e das ferramentas, mas com produção cooperativa marcada por uma divisão social do trabalho mais sofisticada (alguns produziam diretamente, outros administravam a produção e havia aqueles que defendiam a tribo); aumento da produção e diminuição dos ciclos de fome.

A VIDA NO PERÍODO NEOLÍTICO - a chamada "Revolução Neolítica" ou "Agrícola" gerou aumento da população, sedentarização, surgimento de aldeias, moradias construídas de barro ou madeira e o aperfeiçoamento de ferramentas, utensílios e armas; aparecimento de canoas e barcos; objetos de pedra polida, o que garantia maior durabilidade e eficiência; em algumas regiões, implantou-se a cultura megalítica ("pedra grande"), ou seja, a edificação de monumentos de grande volume, cujo exemplo mais conhecido é o "Círculo de Stonehenge" (Inglaterra).

ESTRUTURA SOCIAL - aparecimento da família clânica (a reunião de vários núcleos familiares com laços de parentesco) e o agrupamento de diversas famílias clânicas gerou a formação de tribos; início da divisão entre trabalho intelectual e manual; aumento das diferenças sociais; embrião de uma organização política, ainda não burocrática e encabeçada por um líder destituído de efetivo poder de coação sobre a comunidade: dominação tradicional por tradição e sem quadros administrativos.


O pastoreio na América pré-histórica

A IDADE DOS METAIS

INÍCIO - a cerca de 6.000 A.C.

CARACTERÍSTICAS - o uso do bronze e, em seguida, do ferro fundido para a construção de ferramentas e utensílios.

A VIDA NA IDADE DOS METAIS - a "Revolução Agrícola" do Neolítico gerou a "Revolução Urbana": o aparecimento das primeiras cidades; a comunidade, além de composta por coletores, agricultores e pastores, conheceu o surgimento de uma nova especialização profissional: o artesão, sofisticando a divisão do trabalho e tornando o universo social mais complexo; o uso de objetos metálicos aprimorou as armas, ampliando o número e o alcance das guerras que levavam à escravização dos vencidos, os quais eram obrigados a trabalhar, aumentando a produção e criando excedentes. Finalmente, surgia o conceito de fidelidade conjugal, principalmente por parte da mulher, pois o homem, agora já proprietário de suas terras e ferramentas, precisava ter certeza de que transmitiria a herança para seus descendentes legítimos.

PLANO IDEOLÓGICO - o aparecimento de religiões organizadas para explicar de maneira sobrenatural os fenômenos e eventos que inquietavam e atemorizavam os homens. O surgimento das religiões gerou um novo grupo social: a casta sacerdotal

Nesse período, ocorreriam a formação e o desenvolvimento das civilizações da Antiguidade Oriental.

  • Aulas relacionadas

Sumário

- O Paleolítico
- O Mesolítico
- O Neolítico
- A Idade dos Metais
Assine login Questões a responder image Questões para o Enem image