As Comunicações - A Internet

As Comunicações - A Internet

comunicação - ipad

Um dos mais importantes setores da economia mundial, em clara evolução atualmente, é a área de serviços.

Chamamos de prestação de serviços a venda, não de bens, mas de esforços humanos para atender certas necessidades da comunidade: comunicações, transportes, lazer, educação, saúde, etc.

As Comunicações

Como o homem é um ser social, pois vive em comunidade, ele precisa se relacionar com seus semelhantes. O elemento fundamental desse relacionamento é a comunicação. No trabalho, no lazer, no amor, nós nos comunicamos, interagimos. Chamamos de comunicação a transmissão de palavras, sinais, sons e imagens. Toda comunicação implica em um sistema bipolar: o agente emissor, que envia a mensagem, e o receptor, que a recebe. Nas relações pessoais, a comunicação do emissor atinge um pequeno número de pessoas. Mas na atualidade, em razão da mídia, o emissor chega a milhares e até milhões de receptores. A comunicação é feita através da fala, bilhetes, cartas, folhetos, jornais, revistas, livros, por meio do telefone e do telégrafo, pelo rádio, televisão, teatro, cinema, e, também pelo computador.

As Comunicações Internacionais

Muitos dos meios de comunicação - pelos quais ideias e informações são disseminadas e compartilhadas - resultaram da evolução científica ocorrida ao longo do século XX. É inegável que a invenção e aperfeiçoamento dos meios de comunicação como televisão, rádio, cinema, cabos de transmissão, satélites, computadores e telefones (fixos e celulares) mudaram o planeta e o modo de vida de quase todos os seus habitantes de forma extremamente significativa.

De fato, o século XX foi o século da comunicação. Devido aos avanços nos meios de comunicação, o contato entre os lugares e povos do mundo ficou mais fácil. A comunicação se tornou simultânea, havendo transmissão e recepção ao mesmo tempo. Ao final da Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos e a Europa Ocidental tornaram-se pioneiros nas pesquisas de tecnologias de comunicação. Posteriormente, a ex-União Soviética, a China e o Japão, também se tornaram líderes em pesquisas de ponta e centros emissores de novas tecnologias.

Devido a essas pesquisas, hoje, com facilidade, podemos nos comunicar instantaneamente com países estrangeiros: a comunicação é mundial. Até pouco tempo, as comunicações internacionais eram feitas por ondas de rádio ou cabos submarinos. Hoje, os satélites artificiais de comunicação facilitam a transmissão de informações entre todos os países do globo, já que eles permitem que as notícias sejam transmitidas e conhecidas no mesmo momento em que os fatos acontecem.

Antigamente, para se telefonar a uma outra cidade do Brasil ou um outro país, era necessário chamar a telefonista para que ela fizesse a ligação. Atualmente, pode-se entrar em contato telefônico com qualquer cidade brasileira por meio do DDD - "discagem direta à distância". Para falar com outros países, existe o sistema DDI - "discagem direta internacional".

Mas apesar de aparelhos de comunicação, como telefones, televisores, rádios e computadores terem se espalhado pelo mundo, muitos países subdesenvolvidos permanecem apenas consumidores dessa tecnologia, ou meros receptores de informações. O mercado das comunicações continua sendo, em grande parte, um oligopólio, controlado por grandes empresas. A imprensa escrita (jornais e revistas) recebe informações de agências noticiosas, como a Reuters. Em todos os países, os periódicos continuamente recebem informações de influentes empresas de comunicação, que distribuem para todo o mundo e controlam a maior parte das informações, principalmente as internacionais, que chegam ao público através do rádio, televisão e jornais.

A indústria da informática também é dominada por alguns gigantes. A mais conhecida e provavelmente mais influente é a Microsoft, fundada pelo bilionário norte-americano Bill Gates. A indústria das telecomunicações, que engloba o rádio, a televisão, o telefone, o fax e a Internet, também é dominada por algumas grandes empresas, como as norte-americanas AT&T e MCI WorldCom, a alemã Deustch Telecom e a japonesa NEC.

A IMPORTÂNCIA DAS TELECOMUNICAÇÕES

Um sinal indicativo importante do desenvolvimento econômico de um país é a existência de amplos recursos de telecomunicações. Sem dúvida, essa foi uma das maiores realizações dos governos militares brasileiros após o golpe de 1964.

A televisão é, hoje, o mais importante meio de comunicação mundial, principalmente após a criação de um sistema de satélites artificiais voltados para essa finalidade. Atualmente, todos eventos ao redor do mundo chegam até a nossa sala. No Brasil, onde a maioria da população não tem recursos financeiros para um lazer mais sofisticado - teatro, cinema, concertos - a televisão, que surgiu em nosso país em 1950 (Televisão Tupi), é a grande diversão. Em nosso país, existem mais de 100 emissoras de televisão; já nos Estados Unidos, há 1000 emissoras de televisão.

O rádio, que já foi o mais importante sistema de comunicações do Brasil, principalmente entre os anos 1930 e 1950, perdeu sua importância. Entretanto, a radiofonia ainda desempenha um grande papel nas regiões mais interioranas de nosso país. São extremamente úteis os serviços prestados pelas pequenas emissoras das cidades do interior, basicamente como fator de informação e integração locais. Mais de 1100 emissoras de rádio estão espalhadas pelo Brasil. Modernamente, uma nova rede de comunicações está sendo disseminada: a Internet.

A IMPRENSA ESCRITA

A imprensa escrita surgiu no Brasil ainda no início do século XIX, com a mesma tendência até hoje dominante entre nós: o elitismo. De fato, nossos bons jornais normalmente só desempenham um papel informativo entre as classes médias e a burguesia. Isso é facilmente explicável: o nosso baixo índice de alfabetização. Mesmo os jornais chamados de populares vendem muito pouco. Isso confirma o que dissemos acima: a televisão é o grande veículo informativo do brasileiro. Os jornais de maior tiragem e circulação do mundo são editados no Japão, na China, na Alemanha e na Rússia.

INTERNET

A Internet é uma rede, em escala mundial, com milhões de computadores conectados. Através da Internet, as pessoas podem compartilhar informações escritas, sons, imagens, fotos, vídeos etc.

A World Wide Web (www), traduzida em português como "teia mundial", é o sistema da Internet que compartilha e transmite informações através de sites. Para se encontrar um site, é necessário possuir o seu endereço correto; por exemplo, www.educabras.com. O endereço eletrônico de um site é chamado de URL (sigla que, em inglês, significa Uniform Resource Locator - Localizador Uniforme de Recursos). Se o internauta não conhece o URL do site que está procurando, ele pode utilizar os sites de busca (Google, Yahoo, etc.) que o ajudarão a encontrar o que ele está buscando.

Além da World Wide Web, a Internet disponibiliza outros serviços: e-mail (correio eletrônico), transferência de arquivos entre computadores ou servidores (FTP), mensagens instantâneas (como o MSN Messenger e o Skype) etc.

A Internet permite que pessoas de todos os lugares do mundo se comuniquem de uma forma instantânea e econômica. Também facilita a vida das pessoas: por exemplo, hoje não é mais necessário ir ao banco para pagar uma conta ou verificar o saldo; basta utilizar o sistema de banco eletrônico "Internet Banking" que permite fazer transações bancárias em questão de minutos. A Internet permite, ainda, que as pessoas se correspondam com uma rapidez quase imediata: ao invés de se enviar uma carta pelo correio, pode-se enviar uma mensagem por e-mail. Além de mensagens, documentos também são, muitas vezes, enviados por e-mail.

A Internet é também um grande mercado mundial pois diminui os custos de venda , já que sites de e-commerce (comércio eletrônico), diferentemente de lojas convencionais, não requerem o aluguel de imóveis.

Acima de tudo, a Internet proporciona uma gama vastíssima de informações, sendo uma ótima fonte de pesquisas. Porém, quando se estuda ou se faz pesquisas na Internet, é necessário verificar se a fonte é confiável, pois qualquer pessoa pode publicar o que quiser em seu site, inclusive informações enganosas e incorretas.

A Internet também trouxe benefícios aos governos. Em nosso país, a maioria das declarações de imposto de renda são feitas através da Internet.

Breve histórico da Internet

Em 1957, durante a corrida espacial entre os Estados Unidos e a União Soviética, os norte-americanos fundaram a ARPA - Advanced Research Projects Agency (Agência de Projetos de Pesquisa Avançada). A ARPA fazia parte do Departamento de Defesa norte-americano e tinha como propósito garantir que os Estados Unidos continuassem sendo os líderes do mundo em ciência e tecnologia militares.

Na década de 1970, a ARPA se dedicou a pesquisar sobre como redes de computadores poderiam ser interconectadas. Na época, temia-se um confronto nuclear com a União Soviética. A ARPA desenvolveu um projeto - que veio a se tornar a Internet - para garantir que os Estados Unidos mantivessem uma rede de comunicações que nem mesmo um ataque nuclear seria capaz de destruir. Durante as décadas de 70 e 80, a Internet era utilizada apenas pelo governo dos Estados Unidos, e seu uso estava limitado a fins militares e acadêmicos.

Em 1995, a Internet foi aberta ao público. Poucos anos depois, centenas de milhões de computadores ao redor do mundo já estavam conectados à Internet.

Sumário

- As Comunicações
- As Comunicações Internacionais
- A Importância das Telecomunicações
- A Imprensa Escrita
- Internet
- Breve histórico da Internet
Assine login Questões a responder image Questões dissertativas image Questões para o Enem image