ALEMANHA

Nome Oficial: República Federal da Alemanha

República Parlamentarista

Área: 356.733 km²

População: 80.159.000

Moeda: euro

Língua: alemão


A República Federal da Alemanha é o país resultante da reunificação das duas antigas Alemanhas – a Ocidental (República Federal Alemã – RFA) e a Oriental (República Democrática Alemã – RDA).

Situada na porção centro-ocidental da Europa – com condição geográfica privilegiada – a Alemanha sempre foi uma das maiores potências do Velho Mundo. Sua história, por vezes trágica, foi sempre turbulenta.

Considerada a maior economia da Europa terceira maior potência mundial, o país teve uma industrialização tardia em relação à Inglaterra e à França. Atualmente, a Alemanha é o país mais industrializado e o segundo mais populoso do continente europeu, depois da Rússia.

A capital da Alemanha é Berlim. O centro financeiro do país é Frankfurt e o idioma oficial é o alemão. A Alemanha é um país desenvolvido que proporciona aos cidadãos um alto padrão de vida.

O país é membro de diversas organizações internacionais: Nações Unidas (ONU), OTAN, G7 e G20, entre outros. Contudo, não é um membro permanente do Conselho de Segurança da ONU. A Alemanha é membro da União Europeia (EU) desde 1958 e representa 16% de toda a população da UE.

MOMENTOS HISTÓRICOS FUNDAMENTAIS

ORIGENS - migrações dos teutões (os primeiros germânicos) e dos cimbros (descendentes dos daneses que criariam a Dinamarca), que chegaram - Europa Mediterrânea por volta de 100 a.C.

TRATADO DE VERDUN (843 d.C.) - divisão do Império Carolíngio entre os três netos de Carlos Magno: Carlos, o Calvo ficou com a França; Lotário, com a Lotaríngia (hoje, a Alsácia-Lorena) e Luiz, o Germânico passou a reinar sobre o território que hoje é a Alemanha.

936 - Oto I foi coroado imperador do Império Germânico (início do futuro Sacro Império Romano - Germânico -Primeiro Reich).

1517 - início da Reforma Protestante, liderada por Martinho Lutero.

SÉCULO XVI - guerras religiosas na Alemanha; a França, interessada em quebrar o "anel de ferro dos Habsburgos" que a cercava, apoiou os protestantes.

PAZ DE AUGSBURGO (1555) - firmado o princípio "tal príncipe, tal religião": os príncipes alemães definiriam a religião dos seus respectivos estados e súditos.

GUERRA DOS 30 ANOS (1618 - 1648) - conflito religioso e político entre, de um lado, os Habsburgos e, de outro, França, Suécia e Dinamarca. A guerra teve início com a rebelião da Boêmia, pois os tchecos queriam ficar independentes do Habsburgos.

PAZ DE VESTFÁLIA (1648) - vitória francesa na guerra dos 30 anos.

SÉCULO XVIII - a Prússia se torna uma das maiores potências da Europa.

1806 - Napoleão extingue o Sacro Império Romano - Germânico, substituído pela Confederação do Reno.

1871 - Bismarck (chanceler da Prússia) unifica a Alemanha (Alemanha Imperial - Segundo Reich).

1884 - Congresso de Berlim- partilha da África entre as potências europeias (colônias alemãs na África Negra).

1914 - 1918 - Primeira Guerra Mundial (a Alemanha é derrotada).

1919 - foi proclamada a República de Weimar.

1919 - o Tratado de Versalhes estipulava o pagamento de indenizações de guerra por parte da Alemanha, cujas forças armadas seriam limitadas.

1933 - Hitler líder, do Partido Nazista, tomava o poder na Alemanha.

1938 - a anexação da Áustria - nascia o Terceiro Reich.

1939 - 1945 - Segunda Guerra Mundial.

1945 - a Alemanha é derrotada e dividida em quatro zonas de ocupação - americana, inglesa, francesa e soviética.

1949 - surgiam as duas Alemanhas - República Federal da Alemanha (Alemanha Ocidental, sob regime capitalista) e República Democrática da Alemanha (Alemanha Oriental, sob regime socialista).

1990 - reunificação das duas Alemanhas sob a denominação de República Federal da Alemanha.

 

AS DUAS ALEMANHAS

Ao final da Segunda Guerra Mundial, a Alemanha encontrava-se derrotada e quase totalmente destruída. Em 1945, o país foi dividido em quatro zonas de ocupação - americana, inglesa, francesa e soviética. Em 1949, surgiam duas Alemanhas - a República Federal Alemã, popularmente conhecida como Alemanha Ocidental, tendo Bonn como sua capital, era um país livre e capitalista. A outra Alemanha foi a República Democrática Alemã, conhecida como Alemanha Oriental, cuja capital era Berlim Oriental. A Alemanha Oriental era um país socialista e totalitário, dominado pela União Soviética. Em 1961, foi construído o Muro de Berlim, que se tornou o símbolo da Guerra Fria e da divisão entre o Leste socialista e o Oeste capitalista.

A RECONSTRUÇÃO ALEMÃ

As cidades, fábricas, estradas e ferrovias alemãs haviam sido destruídas durante a Segunda Guerra Mundial. Pergunta-se: como um país tão fragmentado e destruído conseguiu rapidamente se tornar a economia mais importante da Europa? Quando a Alemanha foi dividida, a Alemanha Ocidental continuou sendo um país capitalista, mas a Alemanha Oriental adotou o regime socialista. Cada uma das duas Alemanhas teve sua reconstrução financiada por um dos líderes do mundo bipolar: os Estados Unidos e a União Soviética.

A Alemanha Ocidental se democratizou e, utilizando os amplos recursos do Plano Marshall, reconstruiu fábricas, estradas e ferrovias com os mais modernos equipamentos disponíveis. O crescimento econômico da Alemanha Ocidental foi, de fato, extraordinário. 

Já a Alemanha Oriental, devido à influência soviética, passou a adotar os moldes socialistas da União Soviética. Com uma economia planificada, os meios de produção do país eram controlados pelo Estado. Uma ditadura tomou conta da Alemanha Oriental; seguindo o modelo político soviético, havia somente um único partido político - o partido socialista. A produtividade e a qualidade de vida da população da Alemanha Oriental eram inferiores aos da Alemanha Ocidental, gerando um descontentamento entre os alemães orientais.

A REUNIFICAÇÃO - A QUEDA DO MURO DE BERLIM

Em novembro de 1989, foi derrubado o Muro de Berlim. Em 1990, as duas Alemanhas foram reunificadas sob a denominação de República Federal da Alemanha. Não é de se surpreender que havia um distanciamento econômico e social muito grande entre as duas Alemanhas. Desde 1990, o governo da Alemanha reunificada investiu, anualmente, cerca de 100 bilhões de dólares para modernizar a ex-República Democrática Alemã, ou seja, a ex-Alemanha Oriental. A unificação custou muito à economia da Alemanha Ocidental: o déficit público, a taxa de juros, a inflação e o desemprego aumentaram. A Alemanha Ocidental - após ter sido unificada com a Oriental - voltou a crescer economicamente apenas na metade da década de 1990.

PAPEL DA ALEMANHA NA UNIÃO EUROPEIA

De uma nação derrotada e dividida, a Alemanha se tornou a economia mais forte da Europa e a quarta maior economia do mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, da China e do Japão

Por ser a economia mais forte da União Europeia, a Alemanha exerce um papel fundamental na organização. Desde a fundação da União Europeia, a Alemanha tem trabalhado para que a organização se expanda, vindo a incluir novos membros.

Em 1 de janeiro de 1999, a Alemanha foi um dos onze países da União Europeia a adotar o Euro como unidade monetária nacional.

Desde a queda da União Soviética, a Alemanha tem tentado promover a estabilidade e prosperidade em seus países vizinhos da Europa Central e Oriental. No início da década de 1990, a Alemanha se tornou o país que mais forneceu ajuda financeira, que mais investiu e que mais se engajou em comércio externo com os ex-membros da União Soviética. Assim, a Alemanha ajudou a promover reformas democráticas e capitalistas nesses países. Essa proximidade comercial entre a Alemanha e a Europa Oriental foi de grande benefício para a indústria alemã.

Nos primeiros anos logo após sua reunificação, a Alemanha promoveu acordos bilaterais com a União Soviética, a Polônia, a República Tcheca e a Bulgária. A Alemanha também objetivou expandir a União Europeia ao aceitar como membros da organização países do norte e do leste europeu. Com a ajuda alemã, a União Europeia passou a firmar “Acordos Europeus” com o objetivo de oferecer aos ex-países socialistas a oportunidade de participar do mercado comum europeu.

Sumário

- As Duas Alemanhas
- A Reconstrução Alemã
- A Reunificação - A Queda do Muro de Berlim
- Papel da Alemanha na União Europeia
- A Indústria
- A Distribuição das Indústrias
- Relevo
- A População Alemã
- Economia
- A Alemanha Hoje
Assine login Questões de Revisão image Questões dissertativas image