Pecuária brasileira

Pecuária é a atividade ligada à criação de rebanhos de animais para fins econômicos. Compreende a criação de gado (bovinos, suínos, equinos, etc.), aves, coelhos e abelhas.

O Brasil tem um rebanho de aproximadamente 193 milhões de cabeças. Especialistas afirmam que daqui a 10 anos, serão 220 milhões.

A pecuária de bovinos é a mais comum, devido à sua utilidade ao homem. O rebanho bovino é uma fonte de força de trabalho e de meio de transporte e, principalmente, de carne, leite e couro. A pecuária de corte é destinada ao abate para o fornecimento de carne e a pecuária leiteira, à produção de leite e seus derivados.

Os Sistemas de Criação

No Brasil, há dois tipos de criação: a intensiva e a extensiva. A criação intensiva é caracterizada por áreas limitadas, rebanhos pouco numerosos, alto rendimento, aplicação de métodos científicos, produção de leite e proximidade aos grandes centros urbanos. Já a criação extensiva apresenta as seguintes características: grandes áreas, gado criado a solta, pastagens naturais, falta de técnicas avançadas de criação, baixo rendimento, produção destina ao corte e número reduzido de cabeças por hectare.

Os Rebanhos

Bovinos

O Brasil é atualmente o maior exportador do mundo de carne bovina e de frango.

A criação de gado bovino no Brasil foi iniciada durante a era colonial. Em 1534, os colonizadores portugueses trouxeram os primeiros bois para a Capitania de São Vicente.

Pecuária Bovina
Criação em Mato Grosso

Durante os séculos 16 e 17, a pecuária brasileira se desenvolveu principalmente no Nordeste, pois a região apresenta fatores naturais e econômicos altamente favoráveis a tal atividade: relevo de topografia plano, grande disponibilidade de terras e um mercado consumidor de carne e couro bastante amplo graças à concentração humana nos engenhos.

Estima-se que no início do século 18, havia no Brasil um rebanho bovino de um milhão e meio de cabeças. Durante os séculos 18 e 19, a pecuária bovina se espalhou pelo país, havendo uma enorme dispersão na criação de bois por vários pontos do território nacional.

Bufalinos

Acredita-se que os primeiros búfalos foram trazidos ao Brasil no final do século 19, quando uma embarcação que se dirigia à Guiana Francesa aportou na Ilha de Marajó e comprou alimentos com búfalos.

No Brasil, a pecuária bufalina, que gera uma elevada produção de carne e leite, é desenvolvida em áreas de campos como as de Marajó, do Alto Rio Branco e do litoral do Amapá.

Suínos

O segundo maior rebanho do Brasil é o suíno, ficando atrás apenas do bufalino. O país conta com 35.2 milhões de porcos. É o segundo maior rebanho suíno no mundo, superado apenas pelo chinês.

Suínos

A concentração de pecuária suína ocorre no Sul e Centro-Sul, principalmente nos Estados do Paraná, Rio Grande do Sul e Minas Gerais.

Diferentemente do gado bovino, o suíno é criado em pequenas e médias propriedades, geralmente associadas a alguma forma de agricultura, como a do milho no Paraná.

Caprinos

O rebanho brasileiro de caprinos (cabras) é de aproximadamente 14 milhões de cabeças.  O valor econômico de rebanhos caprinos é alto, pois além de carne e leite, aproveita-se a pele das cabras.

A distribuição de rebanhos caprinos ocorre principalmente em duas regiões: Nordeste, onde há criação extensiva, e Sul. Devido ao seu moderno sistema de criação, que requereu grandes investimentos, o Sul apresenta os melhores rebanhos caprinos, com elevada taxa de rentabilidade.

Sumário

- Os Sistemas de Criação
- Os Rebanhos
i. Bovinos
ii. Bufalinos
iii. Suínos
iv. Caprinos
v. Ovinos
vi. Equinos
vii. Aves
- Leitura Complementar: A Zootecnia
Assine login Questões a responder image Questões dissertativas image