Micologia é o estudo dos fungos (= mikas ; myketos).

Os fungos ou seus esporos são encontrados praticamente em todos os ambientes: água, terra, ar e nos organismos (como parasitas ou mutualísticos).

Os fungos, juntamente com as bactérias, ecologicamente são organismos decompositores, promovendo a reciclagem da matéria orgânica em sais minerais, que serão reintegrados ao ambiente e poderão ser utilizados na fotossíntese das plantas.

Classificação dos Fungos

Suas células eucarióticas possuem membrana esquelética de quitina (polissacarídeo que aparece no exoesqueleto de artrópodos). Apresentam também outras características de animais, como glicogênio (reserva de açúcar) e centríolos.

1. Tipo de célula = eucariontes:

- parede celular: - quitina (polissacarídeo nitrogenado).
    - celulose ou hemicelulose (raro)
  - citoplasma = grânulos de glicogênio (reserva).

2. Número de células : - unicelulares = leveduras.

  - pluricelulares = micélio = talo = plectênquima = falso tecido!

Os talos pluricelulares podem formar hifas cenocíticas - grupo dos ficomicetos - ou, hifas septadas (com septos transversais), monocarióticas e dicarióticas - grupos dos basidiomicetos e ascomicetos.


Formação do talo


Micélios (conjunto de hifas)

3. Tipo de nutrição: todos são heterótrofos:

  • Decompositores absorção, após digestão por enzimas lançadas "externamente", destruindo cadáveres e restos de plantas e animais. Permite, dessa forma, que a matéria orgânica dos seres mortos possa ser aproveitada pelos novos seres que nascem saprófitas.
  • Mutualismo (simbiose) micorrizas = células de raiz + fungo. Tanto o fungo quanto a célula hospedeira se beneficiam com essa associação. O fungo obtém das raízes açúcares, aminoácidos e outras substâncias orgânicas, das quais se nutre. Em contraposição, o fungo aumenta a capacidade de a raiz absorver minerais escassos no solo - os micronutrientes - indispensáveis para o crescimento da planta.
    Os líquens são associações de fungos com algas e permite que os líquens habitem locais onde nem algas nem fungos poderiam viver separadamente.

  • Predadores fungos com micélios no solo, capazes de capturar e digerir pequenos "vermes" terrestres. Suas hifas têm anéis de três células que incham rapidamente e aprisionam os vermes que ocasionalmente passam por dentro deles.

 

  • Parasitas (patogênicos) micoses (externas ; internas = micetomas ou tumores). Algumas doenças (fitomicoses) causadas por fungos parasitas em plantas são: ferrugem do café, cancro da maçã, podridão da batata, esporão do centeio, verrugas da batata, carvão dos cereais.
Reprodução: - sexuada "plasmogamia". Alternância de gerações (metagênese).
  - assexuada brotamento; esporos (muitos tipos e formas).
            "sorédios"líquens.

Estrutura dos Fungos

Os fungos podem ser divididos em Mixomicetos e Eumicetos.

I. Mixomicetos

Fungos primitivos, saprófitos e constituem grandes massas citoplasmáticas pluricelulares.

Locomovem-se através de pseudópodos.

II. Eumicetos

São os fungos verdadeiros.

O corpo dos fungos é formado por numerosos filamentos denominados hifas. A hifas formam um emaranhado que se chama micélio.

Os micélios desenvolvem-se geralmente dentro do substrato onde o fungo se fixa. Os micélios dos ascomicetos e dos basidiomicetos podem desenvolver formações que emergem do substrato, tornando-se visíveis: são os corpos de frutificação, popularmente conhecidos por cogumelos. É no corpo de frutificação, ou cogumelo, que se desenvolvem os ascos ou os basídios. Os ficomicetos e alguns ascomicetos não desenvolvem corpos de frutificação.

 

Esses fungos podem desenvolver dois tipos de estruturas, relacionadas com o processo de reprodução: o asco e o basídio.

Com base na formação ou não formação dessas estruturas, podem ser classificados em três grupos:

a) Ficomicetos: possuem hifas cenocíticas (sem septos transversais). Desenvolvem-se sobre matéria orgânica úmida (maioria não forma corpo de frutificação), constituindo o bolor que pode ser branco ou preto (Mucor e Rhizopus). O micélio é ramificado e desorganizado. Saprolegnia também é ficomiceto, aquático, que decompõe animais mortos. Pilobolus é saprófita encontrado sobre fezes recentes de herbívoros (cavalos, capivaras, antas, etc.).  


Ciclo reprodutivo (alternância de gerações) de Rhizopus nigrans

b) Basidiomicetos: as hifas são septadas, portanto celulares. As hifas constituem o micélio subterrâneo que pode formar corpos de frutificação (= basidiocarpos), fora do substrato e com forma de "guarda-chuva", como os champignons (comestíveis).

  • Amanita é um cogumelo venenoso semelhante ao champignon (América do Norte, Europa).
  • Polyporus (orelha-de-pau) cresce no interior de troncos mortos.

Há espécies parasitas que atacam o centeio (= Claviceps purpurea),o amendoim (= Aspergillus flavus = aflatoxinas) além de outras  que produzem substâncias alucinógenas (= Psilocybe).

  • Agaricus (champignons) - comestíveis.

A reprodução sexuada se dá por plasmogamia que é a fusão de duas hifas (n ) formando uma hifa dicariótica (com dois núcleos). Quando estas hifas formam os basídios, ocorre a fusão dos núcleos n (cariogamia), organizando o núcleo 2n, que sofre meiose espórica, produzindo 4 basidiósporos n. Cada um destes se desenvolve em hifa n (monocariótica), reiniciando o ciclo.

c) Ascomicetos: os pluricelulares formam hifas septadas. Possuem hifas haploides e hifas dicarióticas com dois núcleos n em cada célula. Estas hifas formam os ascos, onde haverá fusão dos núcleos n (cariogamia), seguindo-se a meiose espórica e formando 8 ascósporos; cada um destes produzirá hifa n (monocariótica) e o ciclo continuará.


Ciclo de ascomiceto

  • Neurospora = bolor róseo, muito usado em pesquisas genéticas.
  • Tuber e Morchella: usados na alimentação.  As trufas (brancas - amadurecidas, ou escuras - não amadurecidas) são corpos de   frutificação (= ascocarpos) do gênero Tuber.
  • Saccharomyces (lêvedo) ou fermento usado em fermentação alcoólica (cerveja) e nas panificadoras.
  • Aspergillus e Penicillium: bolor "azul-esverdeado" em cascas de laranja. Do Penicillium,   Alexander Fleming, 1929, descobriu o antibiótico penicilina.

d) Deuteromicetos (causam doenças no homem - micoses, sapinho, frieiras)

Sumário

- Classificação dos Fungos
Estrutura dos Fungos
- Importância dos Fungos
- Líquens

Assine login Questões a responder image Questões dissertativas image