Mitose - Fases da Mitose

O ciclo celular

A mitose é um processo importante no crescimento dos organismos multicelulares e nos processos de regeneração de tecidos do corpo. Nos unicelulares, é um tipo de divisão que ocorre quando há reprodução assexuada.

Cada espécie tem um número constante de cromossomos. Assim, na espécie humana, as células somáticas apresentam 46 cromossomos ou 23 pares de cromossomos homólogos (2n = 46). Cada uma dessas células, ao sofrer mitose, dá origem a duas outras também com 46 cromossomos.

O ciclo celular corresponde a um ciclo regular de eventos que ocorrem desde a formação de uma célula até a sua própria divisão em duas células-filhas. Esse ciclo é dividido em duas etapas básicas: a interfase, etapa em que a célula não está em divisão, e a mitose, etapa em que a célula está em divisão.

Tanto a interfase como a mitose apresentam-se subdivididas em períodos ou fases. Os períodos da interfase são denominados G1, S e G2 e as fases da mitose são denominadas prófase, metáfase, anáfase e telófase.

O gráfico acima mostra a variação da quantidade de DNA durante o ciclo de vida da célula. A interfase é dividida em três períodos: G1 (do inglês gap, intervalo), S e G2.

A duplicação do DNA ocorre durante o período S (síntese). Então, em G1, os cromossomos ainda estão como fios simples; em S, cada cromossomo fica com duas cromátides, assim permanecendo durante o intervalo G2.

No gráfico, C representa a quantidade de DNA de uma célula haploide; 2C, de uma célula diploide antes da duplicação do DNA (no período G1, portanto), e 4C de uma célula em G2, após a síntese.

Observe que na anáfase, a quantidade de DNA cai de novo para 2C: houve separação das cromátides-irmãs, que estão migrando em direção aos polos, para formar dois novos núcleos.

Visualização das etapas da mitose

Fases da mitose

Os cromossomos duplicados se espiralizam durante a prófase, ao mesmo tempo que o hialoplasma adquire uma estrutura fibrosa ao redor dos diplossomos (centro celular).

Após a ruptura da membrana nuclear, os cromossomos dispõem-se na placa equatorial (metáfase).

A duplicação dos centrômeros marca o início da anáfase, durante a qual os cromossomos se dirigem para os polos.

Na telófase, os cromossomos se desespiralizam, ao mesmo tempo que se forma a membrana nuclear a partir do retículo endoplasmático. Um sulco de divisão (estrangulamento) permite a separação das células-filhas.

Mitose em célula vegetal

Na divisão das células de vegetais superiores, pode-se observar que:

a) não há centríolos - mitose acêntrica;

b) não há formação de fibras do áster - mitose anastral;

c) citocinese centrífuga (de dentro para fora)

Na citocinese das células vegetais não ocorre invaginação da membrana plasmática e sim formação centrífuga de uma placa celular, originada a partir de pequenas vesículas diferenciadas do complexo de Golgi, ricas em pectina. O conjunto dessas vesículas é denominado fragmoplasto. Essas vesículas se fundem e seu conteúdo origina a lamela média, iniciando a formação da parede celular.

Sumário

- O ciclo celular
- Fases da mitose
- Mitose em célula vegetal
Assine login Questões a responder image Questões dissertativas image