Pele: revestimento e regulação da temperatura

Revestimento

Nos animais, reconhecem-se quatro tecidos fundamentais, divididos em vários subtipos: tecido epitelial, conjuntivo, muscular e nervoso. Os diferentes tipos de tecido são distinguíveis ao microscópio óptico, tratando-se o material com líquidos (fixadores) que coagulam as proteínas, mantendo-as no lugar.

Encontra-se epitélio (tecido epitelial) no corpo onde exista uma superfície a proteger (epitélio de revestimento) ou substância a secretar (epitélio glandular). As células epiteliais ficam intimamente unidas, deixando entre elas um mínimo de substância intercelular. Isso contrasta com o que se vê nos tecidos conjuntivos, em que as células ficam separadas por uma substância intercelular proteica secretada por elas.

A pele faz a cobertura completa do corpo. Com suas estruturas acessórias ou anexas executa múltiplas funções. Um tegumento resistente representa enorme proteção contra lesões e ataques de outros animais.

A pele é uma linha de defesa ininterrupta contra a invasão de microrganismos, além de proteger também contra agentes físicos e químicos deletérios. Pode desempenhar diversas funções reguladoras: quantidade de água e sais, absorção de oxigênio e eliminação de resíduos metabólicos.

Por estar em contato direto com o meio externo, a pele contém os órgãos dos sentidos mais importantes, ligados ao sistema nervoso, o qual tem a mesma origem da epiderme (ectoderme embrionária).

A pele não é homogênea, sendo composta por duas partes: epiderme e derme, intimamente unidas, porém de natureza e origem distintas. A epiderme é mais superficial e é formada por tecido epitelial; a derme, mais profunda, é formada basicamente por tecido conjuntivo.

A epiderme dá origem a várias estruturas, como pelos, penas e diferentes glândulas anexas. A derme contém músculos lisos, que se contraem, arrepiando nossos pelos. É também a contração desses músculos que faz sair o suor, produzido pelas glândulas sudoríparas, e a substância gordurosa, produzida pelas glândulas sebáceas. Os dois tipos de glândulas umedecem e lubrificam a pele.


Corte da pele

As glândulas sudoríparas também desempenham importante papel na regulação da temperatura do corpo. O suor, ao evaporar-se, tira calor da pele e do sangue que passa por ela.

Os pelos exercem um sistema de isolamento exclusivo dos mamíferos, que é análogo às penas das aves. Os pelos sãos constituídos por células epidérmicas queratinizadas, mortas e compactadas. O pelo nasce dentro de uma pequena depressão da pele, o folículo piloso. No fundo do folículo, células em contínua multiplicação fabricam queratina, morrem e se compactam, originando o pelo.

As células que originam o pelo são nutridas e oxigenadas por capilares sanguíneos presentes junto ao folículo. Cada pelo está ligado a um pequeno músculo eretor, que permite sua movimentação, e a uma ou mais glândulas sebáceas, que se encarregam de sua lubrificação.

Nos mamíferos ocorrem diversos tipos de glândulas:

  • Sebáceas de secreção gordurosa, localizadas na superfície interna dos pelos, que lubrifica os pelos e a pele.
  • Sudoríparas, que produzem uma secreção aquosa contendo sais, ureia e outros produtos de excreção; a eliminação desta secreção pela pele, ajuda a regular a temperatura. As glândulas sudoríparas estão presentes em poucos mamíferos, entre os quais, o cavalo e o homem; cães e gatos "não têm" glândulas sudoríparas.
  • As glândulas mamárias produzem o alimento indispensável para a amamentação do filhote, garantindo seu sustento, até que possa conseguir alimento por recursos próprios.

Todas as glândulas derivam, no embrião, de algum epitélio de revestimento que forma um broto para dentro do tecido conjuntivo subjacente. Nas glândulas de secreção externa (glândulas exócrinas), forma-se um canal nesse broto, que se abre para o exterior, para a saída das substâncias produzidas. As glândulas sudoríparas, sebáceas e mamárias são glândulas exócrinas, que se abrem na pele. As salivares, o pâncreas e o fígado são glândulas exócrinas pertencentes ao sistema digestório.

As glândulas de secreção interna (endócrinas ) não têm canal de saída e seus produtos (hormônios) passam diretamente para o sangue dos capilares sanguíneos.

Sumário

- Revestimento
- Regulação da temperatura
i. Febre
Assine login Questões a responder image Questões para o Enem image