Solubilidade - Tipos de soluções

Vamos recordar

As moléculas de água são fortemente polarizadas

Estado líquido moléculas com grande estado de agitação (afastadas umas das outras)

Estado sólido pequeno estado de agitação (partículas muito próximas umas das outras e bem arranjadas).

DISSOLUÇÃO

Para dissolver uma substância temos que separar as partículas que a compõem.

COMPOSTO MOLECULAR NO ESTADO SÓLIDO

COMPOSTO IÔNICO (SÓLIDO)

Quando dissolvemos um composto molecular separamos molécula a molécula. Quando dissolvemos um composto iônico separamos íon a íon. E tanto as moléculas como os íons são partículas tão pequenas que não conseguimos enxergar. Por esta razão que ao dissolvermos uma substância temos a impressão de que ela desapareceu.

Mas como ocorre a dissolução?

Para explicar, vamos tomar como exemplo o Cloreto de Sódio (NaCl).

Nesse cristal iônico temos:

Ao adicionar água , os polos positivos () da água atraem as cargas negativas do sal (Cl-), os polos negativos da água (δ-) atraem as cargas positivas do sal (Na+), com essas atrações as moléculas de água arrancam os íons do cristal, e é dessa forma que ocorre a separação das partículas, nesse caso, íon a íon.

Ocorrendo a dissolução (separação partícula a partícula) os íons, ficam envolvidos por moléculas de água:

Observe a figura:

Ao agitar o sistema estamos levando mais moléculas de água para perto do cristal facilitando o afastamento das partículas, ou seja, acelerando a dissolução.

SOLUBILIDADE

É a quantidade máxima que conseguimos dissolver de uma substância em 100g de solvente (normalmente água) a uma temperatura e pressão especificada.

A substância dissolvida é chamada de soluto.

A solubilidade de uma substância é determinada experimentalmente. Vamos pegar como exemplo o Nitrato de Potássio (KNO3).

Solubilidade do Nitrato de Potássio ( KNO3 )


Aqui determinamos que a 10 °C dissolvemos no máximo 20,9 g de KNO3 em 100 g de H2O.

Este é o Coeficiente de Solubilidade (C.S) do KNO3 a 10 °C que anotamos da seguinte forma:

C.S. = 20,9 g KNO3 / 100 g H2O a 10 °C

Mudando a temperatura, mudamos a quantidade a ser dissolvida, observe:

Como adicionamos 40 g de KNO3  e 8,4 g não foram dissolvidos, sabemos que 31,6 g foram dissolvidos. Portanto dissolvemos 31,6 de KNOem 100 g de água a 20 °C.

Agora temos o coeficiente de solubilidade do KNO3 a 20 °C:

C.S = 31,6 g KNO3 / 100 g H2O a 20 °C

Interpretação:

A 20 °C, conseguimos dissolver, no máximo, 31,6 g de KNO3 em 100 g de água.

A solubilidade de cada substância é medida normalmente de 0 °C a 100 °C. Feita a determinação da solubilidade montamos uma tabela. Veja a do Nitrato de Potássio KNO3.

Temperatura
(oC)
Coeficiente de solubilidade g KNO3/100 g H2O
0
13,3
10
20,9
20
31,6
30
45,8
40
63,9
50
85,5
60
110
70
138
80
169
90
202
100
246

* Com essa tabela podemos trabalhar com qualquer temperatura.

A 40 °C, temos 63,9 g KNO3 / 100g H2O.

Interpretação:

A 40 °C conseguimos dissolver, no máximo, 63,9 g de KNO3 em 100 g de água.

A 0 °C temos: 13,3 g KNO3 / 100 g H2O

Interpretação:

A 0 °C conseguimos dissolver, no máximo, 13,3 g de KNO3 em 100 g de água.

Se alterarmos a quantidade de água, alteramos proporcionalmente a quantidade a ser dissolvida, (soluto), ou seja: se dobrarmos a quantidade de água, dobramos a massa de sal que conseguimos dissolver.

Se multiplicarmos a massa de água por dez, fazemos o mesmo com a massa de sal, a ser dissolvida.

Sumário

- Dissolução
- Solubilidade
- Tipos de Soluções
Assine login Questões para o Enem image