Agricultura - Alimentos Transgênicos

Agricultura - Alimentos Transgênicos

A produção agrícola mundial é bastante diversificada, não só em termos de produtos agrícolas, mas também em relação à forma de produção. Em países desenvolvidos, as técnicas usadas no campo são altamente modernas, utilizando pouca mão de obra. O setor agrícola em uma economia desenvolvida emprega menos que 10% dos trabalhadores efetivo.

Em contrapartida, em países subdesenvolvidos, grande parte da produção agrícola utiliza métodos tradicionais.  Em muitos países subdesenvolvidos, alguns setores agrícolas já foram modernizados - geralmente aqueles voltados à exportação.  A tecnologia no campo causou desemprego, o êxodo rural e um empobrecimento drástico dos trabalhadores.  O desemprego rural é ainda mais preocupante, pois o setor agrícola em países em desenvolvimento emprega uma grande porcentagem dos trabalhadores.

É importante também ressaltar que a maioria dos países tem como objetivo ser autossuficiente na produção de alimentos consumidos por sua população. Todo país visa plantar o necessário para que não tenha que depender do comércio externo para alimentar o seu povo. Quando um país depende de outras nações para obter alimentos para a sobrevivência da população, ele se torna vulnerável. Por exemplo, em caso de guerra, o fornecimento de alimentos pode ser cortado, causando com que o país tenha que se render rapidamente.

A modernização da agricultura

A tecnologia e a biotecnologia no campo vêm revolucionando os tradicionais métodos agrícolas.

Em plantações modernas, trabalhadores têm sido substituídos por tratores e outras máquinas. Ao utilizar equipamentos modernos, uma única pessoa - sozinha ou junto com um assistente - pode cultivar produtos agrícolas em centenas de hectares de terra, substituindo assim drasticamente a mão de obra rural.

Muitos países pobres não têm a infraestrutura necessária para absorver os trabalhadores do campo que se tornam desempregados devido a esses avanços tecnológicos. Consequentemente, há um empobrecimento da população rural.

Biotecnologia

A biotecnologia tem o propósito de desenvolver técnicas agrícolas para criar melhores safras, pelo menor custo, a fim de obter o maior lucro possível. Sua função, portanto, é otimizar esse processo. Seguem exemplos de alguns de seus recursos:

1. Cruzamento: técnica que tem como objetivo o crescimento do rebanho sem deterioração da qualidade. Baseia-se no acasalamento de animais da mesma espécie, de raças diferentes, porém puros. Os descendentes desse cruzamento são férteis e adquirem as qualidades dos ascendentes;

2. Seleção: técnica de cruzamento que escolhe as melhores cabeças da mesma raça, tendo como objetivo acentuar suas qualidades no rebanho;

3. Hibridação: processo que cruza elementos de espécies diferentes, embora do mesmo gênero. 

4. Inseminação: técnica de reprodução, onde não se realiza a "monta"; ou seja, o sêmen é extraído de reprodutores selecionados e é imediatamente congelado e armazenado. No momento da reprodução, basta descongelar o sêmen e injetá-lo na fêmea, através de uma seringa, fecundando-a. Dessa forma, o sêmen de um só touro pode fecundar centenas de fêmeas por ano, aumentando rapidamente o rebanho.

5. Engenharia Genética: é feita a transferência de um gene específico de um organismo para outro, a fim de obter as características desejadas. Esse novo organismo, modificado geneticamente, é chamado de transgênico. Exemplos de aplicações práticas das técnicas de engenharia genética são:

i. Soja transgênica: certas espécies de ervas daninhas prejudicam as plantações de soja. O herbicida utilizado para combatê-las também causa danos à soja. Com o intuito de resolver esse problema, foi desenvolvida a soja transgênica, uma variedade de soja resistente ao herbicida por ter recebido um gene tirado de outra espécie de planta.

ii. Plantas inseticidas: pesquisadores isolaram um gene de uma bactéria responsável pela produção de uma proteína tóxica para lagartas. A partir da cultura de células, obtêm-se plantas inteiras, que contêm o gene para a produção de inseticida. Esse gene acaba conferindo proteção a essas plantas transgênicas contra determinada lagarta que costuma atacar suas folhas.

Produtos Transgênicos

Algumas pessoas, incluindo alguns cientistas, se opõem a alimentos transgênicos, declarando que ainda não se dispõe de suficiente certeza que são seguros para o consumo. Há também a preocupação que essas espécies geneticamente alteradas vão acabar substituindo e eliminando espécies existentes, perturbando o equilíbrio natural dos organismos.

Na maioria das vezes, alimentos são modificados geneticamente para se tornarem resistentes a herbicidas, insetos e vírus, e para se obter uma melhor qualidade. Alimentos transgênicos são comercializados no Brasil, nos Estados Unidos, Canadá, México, Austrália e na China, entre outros lugares. Em 2012, o Brasil ficou em segundo lugar na lista dos maiores produtores mundiais de alimentos transgênicos, sendo superado apenas pelos Estados Unidos.

Alguns exemplos de alimentos transgênicos comercializados são milho, tomate, soja, canola, batata e algodão.

 O principal benefício dessa tecnologia é a sensível redução no uso de inseticidas e herbicidas, o que gerou reflexos positivos na produtividade e na conservação do solo e de sua umidade.

A atividade agrícola no mundo

No setor agrícola, diferenças na qualidade do solo e do clima e disponibilidade de água e de recursos tecnológicos e financeiros fazem com que diferentes safras sejam plantadas e cuidadas de formas distintas. 

Em países industrializados, a produção agrícola, cada vez mais, utiliza tecnologia mais avançada e menos mão de obra. Agricultores em países desenvolvidos produzem safras visando a maior taxa de lucro.  O nível de produtividade é altíssimo. Os grandes volumes das safras abastecem os mercados internos e externos, fixando os preços dos produtos no mercado internacional.

Exemplo da agropecuária em países desenvolvidos: Estados Unidos

A agricultura nos Estados Unidos é primordialmente monocultural, levada a efeito em grandes propriedades e com grandes investimentos tecnológicos, formando os "belts" (cinturões); destacam-se três: "wheat belt" (cinturão do trigo), "corn belt" (cinturão do milho) e o "cotton belt" (cinturão do algodão). 

Nos países subdesenvolvidos (países em desenvolvimento), uma das principais questões econômicas é a de como resolver o problema da pobreza rural. A agricultura é de importância fundamental, pois uma fração significativa da população de países subdesenvolvidos obtém seu sustento por meio de atividades agrárias. Para melhorar as condições de vida da população rural, a intervenção do governo é necessária. Políticas governamentais devem ajudar a aumentar a produtividade do pequeno agricultor, promover a educação no campo, elevar os preços dos produtos agrícolas pagos aos pequenos agricultores, criar vias de acesso a mercados para que esses possam vender seus produtos, instituir créditos agrários para o pequeno proprietário e promover uma reforma agrária adequada que inclua um suporte financeiro e tecnológico ao pequeno lavrador. 

Exemplo da agropecuária em países subdesenvolvidos: China

Nos países da Ásia, domina a agricultura de subsistência intensiva. Pegamos a China para ilustrar esse exemplo. A economia chinesa - extremamente diversificada e com grandes contrastes de desenvolvimento regional e setorial - é fundamentalmente calcada na agropecuária. A agricultura ocupa um pouco menos de 50% da população ativa e contribui com aproximadamente 10% (2012) do Produto Interno Bruto (PIB).

Na China, domina o cultivo de beterraba, soja, trigo, algodão, sorgo, cana-de-açúcar, tabaco, frutas, chá, milho, arroz de inundação e amoreira. O arroz é o produto que ocupa as maiores regiões do espaço agrícola chinês, sendo produzido em vales fluviais, que, ao longo do verão, apresentam altos índices de umidade.

Sumário

- A modernização da agricultura
- Biotecnologia
- Produtos Transgênicos
- A atividade agrícola no mundo
- A importância do trigo
- A importância do setor financeiro na agricultura
- Subsídios agrícolas
- Geração de energia por biomassa
Assine login Questões de Vestibular image Questões para o Enem image