Filosofia Pré-Socrática: dos mitos a Tales de Mileto

Filosofia Pré-Socrática: Tales de mileto

O Nascimento da Filosofia - os mitos

Antes dos filósofos, os fenômenos eram explicados por meio dos mitos. Assim, por exemplo, para explicar os relâmpagos, dizia-se que estes eram arremessados pelo deus Zeus, do alto do Monte Olimpo.

O nascimento da Filosofia foi um marco na história de uma série de pensadores brilhantes que influenciaram e continuam a influenciar o mundo. A Filosofia impulsiona a razão, a lógica, a investigação científica, a matemática, a teologia e a política, entre outras áreas.

Nas suas origens, não havia uma clara distinção a Filosofia e a Ciência. No período da Grécia arcaica, a principal preocupação dos filósofos era a de encontrar o elemento primário da vida, a partir do qual o mundo e o homem teriam surgido.
Ao contrário da maioria dos outros povos da Antiguidade, que se limitavam a buscar compreender o mundo por meio de mitos e deuses, os gregos, com seu espírito especulativo e crítico, objetivavam explicar, de maneira racional, a natureza e o homem.

Os gregos substituíram o mito pela cosmologia filosófica. A cosmologia filosófica busca respostas para a estrutura, a origem e a composição do mundo. Na formação da Filosofia grega, predominavam as questões cosmológicas.

Tales de Mileto - uma teoria unificada

O primeiro dos nomes conhecidos entre os filósofos gregos é o de Tales de Mileto (624 a.C. – c546 a.C.). Tales de Mileto foi um filósofo pré-Socrático que é frequentemente considerado o primeiro filósofo e o pai da filosofia ocidental.  Alguns também o chamam de o "primeiro cientista";.

Note: A influência de Sócrates na filosofia grega foi tão marcante que dividiu sua história em períodos: período pré-socrático, período socrático e período pós-socrático.

Tales de Mileto foi um filósofo, matemático e astrônomo, originário da cidade de Mileto, na Grécia. Pouco sabemos a respeito de sua vida. Não se sabe com exatidão quando ele nasceu ou faleceu. Infelizmente, os fragmentos originais de seus escritos, caso existiram, não sobreviveram até os dias de hoje. A maioria do que sabemos da filosofia de Tales de Mileto se encontra nos escritos de Aristóteles. 

A forma como Tales de Mileto abordava as questões filosóficas não se pode comparar a dos filósofos modernos ou mesmo a dos filósofos gregos que vieram mais tarde. Contudo, ele foi o primeiro filósofo a buscar explicações científicas para os fenômenos naturais, em vez de buscar respostas no mundo sobrenatural. Sua linha de pensamento foi seguida por vários pensadores gregos e deu origem à Filosofia como disciplina e ciência. 

Tales de Mileto iniciou o estudo da origem das coisas e do mundo. Ele buscou entender a "physis" (a natureza) dos objetos que causa com que eles se comportarem de certa forma. O filósofo tentou definir a substância ou substâncias que compõem todos os objetos materiais. Ele rejeitou os mitos e as teorias sobrenaturais e foi o primeiro pensador a tentar entender o mundo por meio de uma teoria unificada. Aristóteles relata que Tales de Mileto acreditava que tudo advinha da água, ou seja, que a substância primária do mundo é a água. Segundo Tales de Mileto, a água é o princípio originário de tudo, a partir da qual todas as coisas surgem e a qual regressaram.

Essa foi a primeira proposta filosófica da origem do universo. Alguns discípulos de Tales de Mileto acreditavam em outros princípios únicos originários de todas as coisas, como o ar, por exemplo.

Além de ser considerado o primeiro filósofo, Tales de Mileto foi também o primeiro a definir princípios gerais e a desenvolver hipóteses por meio de uma investigação sistemática e não tendenciosa. Sua maior especulação dizia respeito à formação das leis que regiam o conhecimento da ciência abstrata.

Além disso, Tales desenvolveu uma série de conhecimentos práticos, especialmente no campo da Matemática. Muitos o consideram o "primeiro matemático". Acredita-se que Tales trouxe a disciplina do Egito para a Grécia. Ele fez algumas descobertas importantes para a Matemática, inclusive na Geometria Plana, como o Teorema de Tales.

Seus Discípulos

Dentre os discípulos de Tales de Mileto, merecem destaque: Anaxímenes, que via no ar a substância primária, e Anaximandro, para quem os mundos eram infinitos em sua perpétua inter-relação. Dois outros filósofos merecem destaque: Xenófanes, que acreditava em um único Deus que dirigia as forças do mundo, e considerava o politeísmo e as lendas acerca da vida dos deuses como simples invenções da imaginação humana, e Pitágoras de Samo, para quem os segredos do universo se encontram na harmonia dos números.

Sumário

- O Nascimento da Filosofia - os mitos
- Tales de Mileto
Assine login Questões para o Enem image