Movimentos Artísticos do Século XIX

Movimentos Artísticos do Século XIX

A século XIX foi um século de grandes mudanças, revoluções e invenções. Napoleão Bonaparte foi derrotado, Simon Bolívar liderou revoluções na América Latina e Marx e Engels publicaram o Manifesto Comunista. Darwin publicou a Origem das Espécies, Beethoven terminou a Nona Sinfonia, Freud desenvolveu a psicanálise e o primeiro carro foi fabricado. O século XIX presenciou o fim de monarquias e o surgimento de democracias.

Enquanto isso, no mundo artístico, surgiam novos movimentos. Até então, na história da Arte, cada estilo e fase artística tinha durado séculos. Os novos movimentos foram de breve duração e ficaram conhecidos como "ismos". Os "ismos" do século XIX foram: o Neoclassicismo, o Romantismo, o Realismo, o Impressionismo, o Expressionismo, o Art Nouveau e o Simbolismo.  

Neoclassicismo

O período da arte neoclássica durou de 1780 a 1820.

No Neoclassicismo, ressurgiu a simplicidade, que foi uma das principais características do movimento, em oposição aos exageros do Barroco. Esse movimento se baseou no renascimento do clássico, ou seja, nos estilos artísticos da antiga Grécia e antiga Roma. A arquitetura desse período foi inspirada nos templos gregos e romanos.

O Neoclassicismo foi iniciado por Jacques-Louis David, pintor e democrata francês. Em seu primeiro contato com a arte clássica, em uma viagem a Roma, David decidiu trabalhar com o estilo antigo dos gregos e dos romanos. David vestia os manequins com roupas romanas a fim de pintá-los com maior precisão.


Napoleão - Jacques-Louis David

Romantismo

O nome Romantismo veio dos romances (histórias) medievais. O Romantismo foi um movimento que durou de 1800 a 1850.  O movimento foi resultando do triunfo do sentimento sobre a razão. A intuição e a emoção tomaram o lugar da objetividade que marcou o período Neoclássico.

A arte no Romantismo expressava sentimentos intensos e fez do coração o centro do universo. O artista romântico manifestava-se contra qualquer imposição, portanto não há um estilo específico que caracteriza o Romantismo.

Exemplos de poetas, músicos e artistas românticos são Lord Byron, Delacroix, Chopin e Schubert.

Os pintores do Romantismo adoravam a natureza.


Cavalo Assustado pela Tempestade - Eugène Delacroix

Realismo

O Realismo foi o movimento artístico que dominou a arte na segunda metade do século XIX. O Realismo sempre existiu na arte e é caracterizado por representar a natureza de uma maneira fotográfica. No Realismo, a arte não tem o objetivo de retratar pessoas ou a natureza de forma ideal; ela busca ilustrar a realidade da pessoa, animal, paisagem ou objeto retratado sem qualquer modificação.

No Realismo, não mais existiam pinturas de deuses ou da mitologia. Os temas recorrentes desse movimento artístico eram trabalhadores, a vida urbana e a vida rural. 


Gustave Courbet


Gustave Courbet

Impressionismo

O Impressionismo foi um movimento de pintores franceses ocorrido no final do século XIX. O movimento começou nos anos 1860 e durou até 1886. O Impressionismo foi uma revolução artística que rejeitava figuras idealizadas, o uso da perspectiva e outras técnicas usadas no Renascimento. Iniciado por Monet, Renoir e Sisley e depois Cézanne, Pissaro, Morisot, Degas e Manet, o Impressionismo foi caracterizado por uma tentativa de ilustrar impressões visuais. Impressionistas pintavam a natureza e outras formas, explorando os efeitos da luz natural em seus modelos.


Quadros - Monet

As pinturas dos Impressionistas demonstravam como a cor do objeto muda dependendo da luz. Um dos pintores impressionistas que mais explorou o efeito da luz foi Monet. Claude Monet (1840-1926), pintor francês, foi um dos fundadores do movimento. Ele se tornou famoso por suas pinturas de paisagens.  Em suas obras, Monet explorou a luz em diferentes horas do dia e as mudanças das estações.


Degas

Edgar Degas (1834-1917), pintor e escultor francês, usava bailarinas como tema recorrente em suas pinturas. Suas obras também retratam mulheres se arrumando, cafés, corridas e a vida cotidiana. Várias de suas obras podem ser encontradas no Museu do Louvre, em Paris.


Renoir

Pierre Auguste Renoir se destacou por suas pinturas radiantes de mulheres nuas e pela variedade de temas em seus quadros. Diferente de outros impressionistas, ele pintava retratos e famílias, e não apenas paisagens. As pinturas de Renoir são alegres e marcadas por cores fortes. Renoir acreditava que a pintura devia ser alegre e bonita.

Sumário

- Neoclassicismo
- Romantismo
- Realismo
- Impressionismo
- Expressionismo
- Simbolismo

Assine login Questões para o Enem image