rm1131gbk76https://146.190.110.216/https://167.172.89.125/mochibet 88hksbetmporedkitabet138hebitopmpoxousaklubkapten7676gamingmacauklubasiaklub
https://orange-cliff-05c110310.3.azurestaticapps.net/

Professores exaustos - a Síndrome de Burnout

Publicado em 22 de setembro de 2016 Autor:

blog-prof-grande

Além de terem de preparar adequadamente os alunos para a faculdade e o mercado de trabalho, espera-se que os professores desempenhem várias outras funções. São obrigados a fazer o papel de pai, mãe, psicólogo e de conselheiro sentimental dos alunos. Além disso, é claro, é obrigação deles ensinar os alunos a ler, escrever, resolver problemas matemáticos, compreender as Ciências, aprender uma língua estrangeira, etc.

Nos Estados Unidos, há um termo pedagógico para descrever tal situação: Síndrome de Burnout – “a exaustão do professor”.  Essa condição psicológica é produzida por estresse e pode resultar em desmotivação, exaustão emocional, úlceras, enxaquecas, tonturas, gripes frequentes e até mesmo em tendências suicidas. Esse fenômeno se aplica a todos os docentes — tanto da rede pública como da particular —, sejam eles de pequenas ou grandes cidades.

O Burnout em qualquer profissão decorre de longos períodos de estresse crônico. Não é difícil entender o que leva um docente a tal síndrome.  A profissão de professor é uma das mais exaustivas que existe, pois requer comprometimento emocional, mental e físico.

Nós, professores, muitas vezes nos encontramos preocupados com nossos alunos. Queremos ajudá-los em algum problema ou protegê-los de alguma situação. Desejamos fazer com que se tornem adultos de valor. Assumimos a responsabilidade de lhes transmitir a importância de uma ótima educação. Trabalhamos para dar a eles as ferramentas necessárias para que conquistem o futuro tão almejado.

Sabemos o trabalho que nos é exigido: o preparo do conteúdo para a sala de aula, as provas e as correções de trabalhos e redações. Também sabemos de todos os papéis que precisamos desempenhar e da dificuldade de motivar o aluno que vive em uma sociedade onde há inúmeras distrações.

Há muito a ser feito e o trabalho do professor não tem fim. De fato, há sempre mais a fazer. O peso da responsabilidade e o grande número de tarefas apenas contribuem para a exaustão do professor.

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Brasília (UNB) com professores da Educação Básica da rede pública revelou que 15,7% dos entrevistados apresentam a síndrome de Burnout. Esta é muito prevalente no Brasil, onde o professor é pouco valorizado, mas espera-se tanto dele. Muito pouco é dado ao professor, inclusive as ferramentas de trabalho, necessárias para que ensine de forma eficaz. Apesar de toda essa situação pouco propícia, o professor que ama seu ofício sente uma enorme responsabilidade pela educação e pelo futuro de seus alunos.



O Portal Mais Completo para Alunos e Professores!

ASSINE O EDUCABRAS

Posts Relacionados

Os comentários não representam a opinião do EducaBras.

slot starlight princess
mahjong ways
rtp live slot
pola sweet bonanza
gates of olympus
jackpot scatter hitam
rtp slot online terbaik
pola wild bounty showdown
akun vip thailand
slot gacor linkaja
strategi jackpot mahjong
tips terbaru slot online
tips rahasia slot gacor
cheat starlight princess
mahjong ways akhir bulan
mahjong ways plus
memperkirakan rtp mahjong
menang mudah starlight princess
akun vip sugar rush
cheat slot mahjong
dompet digital menyokong profit
hadiah utama mahjong
kabar gembira mahjong
menang wild bandito
mengetahui rahasia mahjong
penawaran terbatas mahjong
profit konsisten mahjong
rahasia profit server luar
strategi spesifik olympus
mahjong kesempatan maxwin
rtp pragmatic maksimal
akun pro kamboja
kemenangan maxwin mahjong wins
pola gacor mahjong ways 2
trik-slot-modal-receh
akun-pro-filipina
mahjong-scatter-hitam
dilibet
76gaming
modus rujak bonanza bocoran aktual rtp slot bocoran perdana slot olympus ekspektasi slot mahjong rtp live pragmatic slot candy bonanza