Memórias de um Sargento de Milícias - Manuel Antônio de Almeida

Memórias de um Sargento de Milícias - Manuel Antônio de Almeida

Contexto histórico

  • 1806 - Decretação do “Bloqueio Continental” à Inglaterra por Napoleão.
  • 1807 - Após dúbio jogo diplomático, Portugal adere ao bloqueio, porém desagrada a Napoleão, que assina acordo com o governo de Madri e ordena a invasão de Lisboa por tropas franco-espanholas. A família real foge para o Brasil.
  • 1808 - Desembarque da família real no Brasil (Bahia - janeiro; Rio de Janeiro - março), acompanhada da nobreza, membros do clero, altos funcionários e forças militares.
  • D. João VI adota uma série de medidas políticas, econômicas, socioculturais altamente favoráveis ao Brasil.
  • 1820 - Volta de D. João a Portugal. Permanece no Rio, na qualidade de regente, o jovem príncipe D. Pedro, alertado pelo pai sobre os perigos de possíveis tentativas revolucionárias e libertárias. Essas agitações confirmam-se, acirrando conflitos entre a metrópole e a Colônia.
  • 1822 (9 de janeiro) - “Dia do Fico” (ou da “Ficada”).
  • 1822 (7 de setembro) - Proclamação da Independência do Brasil. D. Pedro enfrenta rebeliões regionais até o completo reconhecimento da Independência.
  • 1824 - Constituição outorgada pelo imperador Pedro I.
  • 1826 - Morte de D. João VI em Portugal. Pede-se a presença de D. Pedro. Optando por permanecer no Brasil, D. Pedro enfrenta novas guerras internas e de fronteiras.
  • 1828 - D. Miguel, irmão de D. Pedro, apodera-se do poder e proclama-se rei absoluto de Portugal, em detrimento da princesa Maria da Glória.
  • 1831 - D. Pedro parte para Portugal, onde, após guerra civil, retoma o poder. Deixa no Brasil o futuro Pedro II, aos cuidados de José Bonifácio de Andrade e Silva. Inicia-se o período regencial.
  • 1840 - “Golpe” da maioridade de D. Pedro II. O Brasil agita-se em novas crises políticas, econômicas e sociais (Questões Cisplatinas, Guerra do Paraguai, extinção do tráfico negreiro, abolição da escravatura em 1888).
  • 1860 (década)  - Exportações de café, açúcar e algodão levam o Brasil a saldos positivos na balança comercial.
  • 1836/1881 - Introdução, apogeu e decadência do Movimento Romântico.