Tipos de Clima no Brasil

Tipos de Clima no Brasil

O Brasil é um país tropical: apresenta um clima quente e, em grande parte, úmido. Somente 8% do país está abaixo do Trópico de Capricórnio, constituindo uma área subtropical.

Fatores Climáticos

O clima de uma região deve-se a uma conjugação de fatores climáticos – altitude, latitude, massas de ar, continentalidade ou maritimidade, correntes marítimas, relevo, vegetação e urbanização. Todos esses fatores influenciam o clima e impactam a temperatura, umidade e pressão atmosférica de uma região.

Estudaremos a seguir, por meio de exemplos, como alguns desses fatores influenciam certas regiões do Brasil.

Percebe-se o impacto que a altitude exerce no clima nas serras do Mar e da Mantiqueira, no Planalto da Borborema e no Planalto Meridional. A presença de serras e planaltos contribui para a amenização da temperatura, que é tipicamente alta em regiões tropicais.

O relevo também influencia a temperatura e umidade de uma área, pois facilita ou dificulta a circulação das massas de ar. No Brasil, o “corredor” formado pela Planície Platina e pelo Vale do Rio Paraná permite que a massa polar chegue até a Amazônia, provocando a friagem. Esta é caracterizada por uma queda brusca na temperatura.

As correntes marítimas quentes do Brasil causam muita umidade, pois estão associadas a massas de ar quentes e úmidas, que provocam fortes chuvas.  No Brasil, anomalias climáticas, como o aumento exagerado da incidência pluviométrica e a falta de precipitação em setembro e outubro, ocorrem, respectivamente, nas regiões Sul e Norte. Isso se deve ao aquecimento do Oceano Pacífico.

Massas de Ar

As massas de ar são grandes volumes da atmosfera que se originam quando o ar fica estacionado sobre áreas extensas de superfície homogênea – desertos, oceanos, grandes florestas, zonas polares etc. Uma parte da atmosfera, ao estar posicionada sobre essas superfícies durante um período, adquire suas características de temperatura, umidade e pressão. Isto explica o fenômeno de massas de ar, quentes ou frias, secas ou úmidas, se deslocarem e, ao interagir umas com as outras, provocar trocas e redistribuições de calor pela Terra. Por exemplo, uma massa de ar que se origina onde as temperaturas são baixas pode, ao longo de sua trajetória, transferir parte das baixas temperaturas de sua região de origem para uma região tropical. Em função dessa massa de ar, a região tropical teria sua temperatura amenizada e sua umidade modificada.

O clima brasileiro é impactado pelas seguintes massas de ar:

Massa equatorial atlântica (mEa) - quente e úmida, domina a parte litorânea da Amazônia e do Nordeste. O centro de origem está próximo ao arquipélago dos Açores.

Massa de ar equatorial continental (mEc) - também quente e úmida. Abrange grande parte do território nacional. Com centro de origem na parte ocidental da Amazônia, domina sua porção noroeste durante o ano inteiro. Quente, úmida e instável, provoca chuvas abundantes, denominadas “chuvas de verão” ou “chuvas convectivas”.

Massa tropical continental (mTc) - quente e seca, origina-se na depressão do Chaco Paraguaio.

Massa polar atlântica (mPa) - fria e úmida, forma-se nas porções do Oceano Atlântico próximo à Patagônia (Argentina).  Atua de forma mais intensa no inverno, provocando chuvas e declínio da temperatura. A massa polar atlântica pode chegar até a Amazônia fazendo surgir o fenômeno da friagem.

Massa tropical atlântica (mTa) - quente e úmida, atinge grande parte do litoral brasileiro.

Sumário

- Fatores Climáticos
i. Massas de Ar
- Classificação Climática Brasileira
i. Clima Equatorial Úmido
ii. Clima Litorâneo Úmido
iii. Clima Tropical Alternadamente Úmido e Seco (Continental)
iv. Clima Tropical Tendendo a Seco/ Tropical Semiárido
v. Clima Subtropical Úmido
Assine login Questões a responder image Questões dissertativas image Questões para o Enem image