Relevo do Brasil

Relevo do Brasil

O relevo brasileiro apresenta grande variedade morfológica: serras, planaltos, chapadas, depressões, planícies, etc. Isso se deve, principalmente, à ação de agentes externos sobre estruturas geológicas de diferentes naturezas e idades. Os agentes externos que mais participaram da formação do relevo brasileiro foram o clima e os rios.

O relevo brasileiro caracteriza-se pelo predomínio de altitudes modestas. Há apenas um ponto no território nacional que ultrapassa três mil metros de altitude: o Pico da Neblina – o ponto mais alto do Brasil – que se localiza no estado do Amazonas, próximo à fronteira com a Venezuela. Mais de 99% do relevo brasileiro possui altitudes inferiores a 1.200 metros. Quase a totalidade do relevo possui altitudes inferiores a 800 metros. E apesar de o ponto culminante estar situado no norte do país, a maior concentração de terras altas encontra-se na porção sudeste.

Planaltos, planícies e depressões

Relevo Brasileiro

O relevo do Brasil compreende planaltos, planícies e depressões. No Brasil, existem apenas depressões relativas. A Depressão do Araguaia e a Depressão do Tocantins são exemplos de depressões relativas.

Planaltos são formas de relevo mais ou menos planas, que apresentam irregularidades, onde o processo de erosão é mais intenso do que o de sedimentação.

O planalto é a forma de relevo predominante no país. Pode ter morros, serras, chapadas e cuestas:

  • serras: superfícies acidentadas que apresentam fortes desníveis
  • chapadas: apresentam topos aplainados e encosta escarpada
  • escarpas: camadas com declive suave no reverso e íngreme do outro lado.

A grande maioria das unidades de planalto apresenta-se como formas residuais, isto é, são restos de antigas superfícies erodidas.

Há 11 unidades de planalto no Brasil. Elas abrangem a maioria do território nacional. Os planaltos mais extensos são: Planalto da Amazônia Ocidental, Planaltos e Chapadas da Bacia do Paraná, Planaltos e Chapadas da Bacia do Parnaíba e Planaltos e Serras do Atlântico Leste-Sudeste.

Planícies são áreas essencialmente planas onde predomina o processo de sedimentação sobre o erosivo. As planícies foram formadas pela decomposição recente de sedimentos de origem marinha, fluvial e lacustre.

As planícies ocupam, relativamente aos planaltos e depressões, pequena superfície do território brasileiro. É importante ressaltar que as áreas de planície podem ser encontradas em qualquer altitude. Exemplo: as várzeas de rios, que sempre são áreas de planície, independentemente da altitude em que se encontram.

Exemplos de planícies: do Rio Araguaia, do Rio Guaporé, da Lagoa dos Patos e Mirim, do Pantanal Mato-Grossense.

A Planície do Rio Amazonas é uma estreita faixa de terras planas que margeiam o Rio Amazonas e seus afluentes, incluindo a Ilha de Marajó.

Depressões são áreas de relevo rebaixado, mais ou menos planas, que não apresentam irregularidades, com suaves inclinações, formadas por longos processos de erosão ocorridos no contato das extremidades das bacias sedimentares com maciços antigos. Esses processos erosivos originaram os diferentes tipos de depressão que existem no Brasil: periféricas, marginais, interplanálticas e outras.

- Depressão periférica: presente na zona de contato entre terrenos sedimentares e cristalinos. Tem forma alongada. Exemplo: Depressão Periférica da Borda Leste da Bacia do Paraná.

- Depressão marginal: margeia as bordas de bacias sedimentares. Exemplos: Depressão Marginal Norte-Amazônica e Depressão Marginal Sul-Amazônica.

- Depressão interplanáltica: área de altitude mais baixa do que a dos planaltos que a circundam. Exemplos: Depressão Sertaneja e do São Francisco.

Há 11 depressões no Brasil. Elas constituem a segunda mais importante forma de relevo brasileiro.

Sumário

- Planaltos, planícies e depressões
- Classificação do relevo brasileiro
- Três grandes perfis que resumem nosso relevo (por Jurandyr Ross)
i. Região Norte
ii. Região Nordeste
iii. Regiões Centro-Oeste e Sudeste
Assine login Questões a responder image Questões para o Enem image