CIENCIAS ECONÔMICAS

CIENCIAS ECONÔMICAS

O que faz:

As Ciências Econômicas estudam os processos de distribuição de renda e de produção de bens e serviços. O economista – profissional formado em Ciências Econômicas – dedica-se tanto a grandes questões, que dizem respeito à economia mundial ou a de um país, como a problemas de empresas e indivíduos. O economista ajuda a construir, ampliar e preservar o patrimônio, seja de indivíduos, empresas ou países. O economista desenvolve planos para a solução de problemas financeiros, econômicos e administrativos – no comércio, na indústria de serviços e no setor financeiro.
A carreira de economista é bastante versátil. Há, portanto, muitas oportunidades de trabalho para o profissional formado em Ciências Econômicas.

Carreira:

A profissão de economista é muito versátil. Profissionais dessa área encontram trabalham em entidades privadas, institutos e órgãos municipais, estaduais e federais. A carreira acadêmica é também uma opção de emprego.
As melhores oportunidades estão nas áreas financeira, macroeconômica e de estratégia. Há economistas que atuam como consultores autônomos. O setor público também oferece oportunidades de trabalho, em órgãos como o Banco Central e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
De acordo com o site de empregos Catho, o cargo de economista tem salário a partir de R$ 3.000, mas pode chegar a R$ 6.500. Segundo o site, a média salarial para a posição de economista é R$ 3.780,21.
Em concurso públicos, o valor do salário fica entre R$ 2.000 e R$ 5.000. Esses valores não incluem valores adicionais por tempo de serviço ou benefícios, que podem aumentar consideravelmente os rendimentos do profissional.

Campo de trabalho:

Comércio Internacional: planejamento da estratégia de transações comerciais entre empresas de diferentes países. O economista estuda as oportunidades de exportação e importação e as tendências dos mercados nacional e internacional.

Economia Agroindustrial: análise e planejamento das atividades produtivas de empresas agropecuárias e suas relações com outros setores da economia.

Economia Urbana: estudo de soluções para os problemas das cidades à luz das necessidades e do perfil da população.

Finanças Públicas: definição das políticas econômicas de um país, estado ou município. Busca o equilíbrio entre a receita e a despesa.

Recursos Humanos e do Trabalho: análise dos diferentes aspectos do mercado de trabalho incluindo dados como taxa de desemprego, massa salarial. É também responsável pela elaboração de planos de cargo e de salário em empresas privadas.

Sistema Financeiro: elaborar e analisar a viabilidade de projetos e de créditos de uma firma. Pode atuar nos setores de planejamento e controle financeiro de empresas, bancos e outras instituições.

Tecnologia e Desenvolvimento: estudo dos impactos econômicos da introdução de novas tecnologias e produtos no mercado. Faz também estudos sobre projetos industriais e urbanos, mas leva em consideração a questão do meio ambiente.

Curso:O curso tem duração média de quatro anos. Os alunos estudam Matemática Financeira, Estatística e Econometria e disciplinas que ensinam sobre correntes de pensamento econômico e sobre a evolução econômica e social brasileira e mundial.

Salário médio: R$ 1800.00

Há várias ferramentas que ajudam o aluno a organizar seus estudos e manter controle sobre as aulas já estudadas.

Mais informaçõesimage
image

Conteúdo e Ferramentas: 

Mais informaçõesimage
image

Colégios

Por ser uma única assinatura, pode ser utilizada apenas por uma pessoa de cada vez. É indicada para colégios ou cursos em que uma única pessoa elabora as provas de todas as matérias. Não representa, portanto, uma opção adequada para um grupo de professores.

Mais informaçõesimage