FARMÁCIA

O que faz:

Farmácia é o estudo da composição e dos processos produtivos de medicamentos, cosméticos e alimentos industrializados.
O farmacêutico é um profissional que atua na área da saúde. Ele pode pesquisar, desenvolver, produzir e manipular medicamentos. Ele assume a responsabilidade técnica em farmácias, drogarias, distribuidoras, laboratórios e hospitais. Ele registra novas drogas, distribui e comercializa os produtos e verifica se chegam ao consumidor dentro das normas sanitárias. Em farmácias, o farmacêutico distribui medicamentos e prepara fórmulas personalizadas.
Em laboratórios de análises clínicas, o farmacêutico faz pesquisa e realiza exames para auxílio do diagnóstico e acompanhamento de doenças.
O farmacêutico também pesquisa cosméticos e produtos de higiene pessoal: ele examina e testa substâncias que fazem parte de sua composição e observa as reações que causam em organismos.
O farmacêutico deve ter uma visão crítica sobre as informações divulgadas por fabricantes de medicamentos e deve orientar médicos e consumidores a respeito do uso de produtos farmacêuticos.
Há mais de 70 atividades farmacêuticas que esse profissional pode exercer.

Carreira:

A profissão de farmacêutico foi regulamentada em 1931. Para exercê-la, é necessário ter o diploma de nível superior e obter o registro no Conselho Regional de Farmácia do estado onde trabalha.
Desde 2012, o mercado farmacêutico cresce mais de 10% ao ano. Há vários motivos para esse crescimento: a lei dos medicamentos genéricos, a exigência de que haja um farmacêutico responsável presente em toda farmácia e drogaria, a expansão das políticas de saúde pública, o crescimento da homeopatia e a falta de profissionais em novos ramos de pesquisa.
As maiores empregadoras são as fábricas de medicamentos e de cosméticos e os laboratórios de análises clínicas. É previsto em lei que as farmácias e drogarias precisam ter farmacêuticos em seu quadro de funcionários. No setor público, há oportunidades de emprego nas farmácias populares e nos serviços de vigilância sanitária.
Graças à grande quantidade de novos medicamentos lançados todo ano e às mudanças na legislação, a profissão de farmacêutico exige atualizações constantes. É necessário que os profissionais frequentem cursos de especialização, congressos e seminários. De acordo com o Conselho Federal de Farmácia (CFF), há aproximadamente 67 mil farmacêuticos no Brasil e há mais de 97 mil farmácias e drogarias.
O setor farmacêutico tem uma altíssima taxa de ocupação: quase todos os profissionais são empregados na área. Um estudo divulgado em 2013 pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) revelou que 94,30% de todos os farmacêuticos brasileiros estão empregados. O IPEA também revelou que entre os anos de 2009 e 2012, foram criadas 13.897 novas vagas para farmacêuticos.
Os farmacêuticos não possuem um salário mínimo profissional em todo o Brasil. O piso salarial é definido em cada estado. De acordo com o site de empregos Catho, a média salarial nacional para os farmacêuticos é R$ 2.500.

Campo de trabalho:

Alimentos - Realização de exames químicos e microbiológicos para análise de aspectos nutricionais. Acompanhamento do processo de fabricação de alimentos.

Análises Clínicas - Realização de testes em laboratórios para diagnósticos clínicos. Desenvolvimento e produção de kits para exames laboratoriais.

Análises Toxicológicas – Realização de exames em substâncias humanas, animais e vegetais, alimentos ou em ambientes para detectar a contaminação por agentes tóxicos (drogas, medicamentos ou substâncias químicas em geral).

Farmácia - Preparação de medicamentos de acordo com a prescrição de profissionais da área de saúde. Atuação no controle e distribuição de remédios.

Farmácia Industrial - Produção de medicamentos, vacinas, cosméticos e produtos de higiene.

Medicamentos – Realização de pesquisas nas indústrias farmacêuticas visando a descobrir novas drogas.

Vigilância Sanitária - Análise e controle de produtos industrializados de acordo com as normas vigentes de comercialização.

Curso:O curso tem duração média de cinco anos. Durante todo o curso, os alunos estudam Biologia, Física, Química e Ciências da Saúde. Entre as matérias profissionalizantes estão: toxicologia, tecnologia farmacêutica, tecnologia de alimentos e cosmetologia. Grande parte da carga horária é dedicada a aulas práticas em laboratório: o estudante tem a oportunidade de realizar atividades como preparar fórmulas de medicamentos e cosméticos e fazer análises toxicológicas. É obrigatório o trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Há várias ferramentas que ajudam o aluno a organizar seus estudos e manter controle sobre as aulas já estudadas.

Mais informaçõesimage
image

Conteúdo e Ferramentas: 

Mais informaçõesimage
image

Colégios

Por ser uma única assinatura, pode ser utilizada apenas por uma pessoa de cada vez. É indicada para colégios ou cursos em que uma única pessoa elabora as provas de todas as matérias. Não representa, portanto, uma opção adequada para um grupo de professores.

Mais informaçõesimage