EDUCAÇÃO FÍSICA

EDUCAÇÃO FÍSICA

O que faz:

O profissional da área de Educação Física tem como objetivo promover a saúde das pessoas por meio da prática de atividades físicas. Educação Física é a promoção da saúde e da capacidade física por meio da prática de atividades corporais. O profissional de Educação Física acompanha e orienta as pessoas durante a prática de esportes ou de exercícios físicos. O bacharel ou licenciado em Educação Física organiza e supervisiona programas de exercícios físicos. Ele pode preparar atletas de diversas modalidades esportivas e auxiliar idosos que necessitam de cuidados específicos, portadores de deficiências físicas e pacientes que buscam a recuperação dos movimentos. Ele pode trabalhar com grupos – em academias, escolas, clubes, etc. – ou prestar atendimento individual, como personal trainer. O professor de Educação Física deve promover um estilo de vida ativo e saudável entre seus alunos.
É importante notar que quem se forma em Educação Física tem matérias mais ligadas às áreas de Ciências Biológicas e da Saúde e se prepara para atuar em ambientes escolares, academias e centro esportivos. Por outro lado, o bacharel em Esportes atua como técnico ou preparador físico de atletas e de equipes.
Academias de ginástica e escolas são os tipos de empresa que mais contratam profissionais da área de Educação Física. Nas academias, o profissional pode se especializar em uma área (musculação, ginástica, etc.) ou atuar como personal trainer.
As escolas de Ensino Fundamental e Ensino Médio contratam esses profissionais para darem aulas de Educação Física. Aqueles que fazem mestrado e doutorado pode atuar como professores em universidades.
Clubes esportivos contratam profissionais de Educação Física para atuarem na preparação física de atletas.
Hotéis, pousadas e resort também contratam profissionais de Educação Física para realizarem atividades físicas com seus hóspedes.

Carreira:

Para exercer a profissão, é necessário, além do diploma em uma instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, o registro no conselho da categoria (CREF). Para lecionar em escolas, é obrigatório o diploma de licenciatura.
O mercado de trabalho na área de Educação Física é impulsionado pela valorização dada pela sociedade à prática de exercícios físicos e esportes. A sociedade valoriza muito a saúde, o bem-estar, a estética e a qualidade de vida. Isso contribui significativamente para o crescimento do mercado de trabalho do profissional de Educação Física. Contudo, esse mercado se tornou mais exigente: dá preferência a profissionais com qualificação diferenciada.
Os locais que mais empregam os profissionais de Educação Física são as academias de ginástica e as escolas. Vale lembrar que a Educação Física é uma disciplina obrigatória tanto no Ensino Fundamental como no Ensino Médio.
Os profissionais de Educação Física podem também trabalhar em clubes, empresas, condomínios e resorts. Há clínicas, hospitais e spas que contratam o profissional para tratar do condicionamento físico de seus pacientes.
A maioria das oportunidades de emprego para profissionais de Educação Física se concentra nas regiões Sul e Sudeste, mas a indústria de turismo do Nordeste também procura muitos profissionais, especialmente para trabalhar em hotéis.
Há leis estaduais e acordos sindicais que definem pisos salariais para professores de Educação Física. De acordo com o Conselho Regional de Educação Física da 1a Região (RJ/ES), o piso salarial dos profissionais de Educação Física é de R$ 2.047,58 para mensalistas e de R$ 9,30 por hora-aula para horistas (conforme definido na Lei Estadual 6.403/2013).
A convenção coletiva firmada pelo sindicato das academias do município de São Paulo define o piso de R$ 1.710,00 para professores de Educação Física e personal trainers com jornada de 220 horas mensais.
O salário do personal trainer depende de diversos fatores: o estado onde trabalha, o público que atende, sua qualificação e experiência.
De acordo com o site de empregos Catho, um personal trainer no Brasil ganha entre R$ 900,00 e R$ 3.000,00, com média salarial nacional de R$ 1.224,28.
Uma pesquisa sobre os salários da categoria divulgada em 2013, apoiada pela Sociedade Brasileira do Personal Trainer (SBPT), indica que salário médio do personal trainer no Brasil é de R$ 2.500,00.
Na média, uma aula com personal trainer pode custar entre R$ 40,00 e R$ 150,00.

Campo de trabalho:

Condicionamento Físico - Dá aulas de ginástica coletiva e individual, objetivando a melhoria da condição muscular e cardiovascular, principalmente para adultos e idosos. É responsável pelo planejamento e desenvolvimento de atividades físicas individuais e coletivas em escolas, academias de ginástica e de musculação, ginásios esportivos e piscinas.

Consultoria e assessoria - Pode atuar junto a órgãos públicos e empresas privadas para organização e implantação de programas de Educação Física para funcionários. Avalia programas educativos em centros comunitários, parques, hospitais, clínicas, "spas", creches, hotéis, casas de menores e penitenciárias.

Ensino - Leciona em escolas de primeiro, segundo e terceiro graus. Para exercer esta atividade o bacharel deve complementar sua formação com disciplinas do currículo do curso de Licenciatura.

Grupos Especiais - Organiza e implanta atividades recreativas para idosos, deficientes físicos e mentais, pessoas com problemas cardíacos, de coluna ou musculares.

Recreação - É o responsável pelo entretenimento de hóspedes, associados e turistas em hotéis, clubes e "spas".

Treinamento - Desempenha a função de técnico de equipes das mais variadas modalidades esportivas, profissionais ou amadores.

Curso:A duração média do curso é de quatro anos (bacharelado) e de três a quatro anos para licenciatura. Os alunos estudam Ciências Biológicas, como Anatomia Humana, Fisiologia, Nutrição e Ortopedia. O aluno também aprende Estatística, Administração e Economia e as disciplinas específicas da área: Atletismo, Esportes Aquáticos, Dança, Ginástica, Desenvolvimento Motor, etc. Nas licenciaturas, a partir do terceiro ano, os alunos estudam disciplinas como Psicologia da Educação e Práticas Pedagógicas. Algumas faculdades exigem de alunos do bacharelado um Trabalho de Conclusão do Curso (TCC).

Há várias ferramentas que ajudam o aluno a organizar seus estudos e manter controle sobre as aulas já estudadas.

Mais informaçõesimage
image

Conteúdo e Ferramentas: 

Mais informaçõesimage
image

Colégios

Por ser uma única assinatura, pode ser utilizada apenas por uma pessoa de cada vez. É indicada para colégios ou cursos em que uma única pessoa elabora as provas de todas as matérias. Não representa, portanto, uma opção adequada para um grupo de professores.

Mais informaçõesimage