Transportes - Meios de Transporte

Transportes - Meios de Transporte

Meios de transporte

As pessoas e as mercadorias se locomovem entre a cidade e o campo, entre várias cidades e entre países através dos meios de transporte. A ausência ou deficiência de transporte causa perdas econômicas e dificulta as relações sociais das populações. Sem dúvida, países de pequena extensão geográfica resolvem com mais facilidade o problema da montagem de uma rede de transporte. Para as nações extensas territorialmente, a criação de transportes eficientes é um grande desafio.

A análise do sistema de transportes de um país é um indicador do nível de seu desenvolvimento. Esse estudo deve atentar não só para o que se transporta, mas, principalmente, para como se transporta.

O estudo dos transportes deve responder a algumas questões. Que meio de transporte é o dominante? Como se distribui a circulação de mercadorias pelos diferentes meios de transporte? Qual a evolução que cada um dos tipos de transporte tem apresentado?

Evolução dos transportes

A história dos transportes se inicia com a própria história da humanidade, pois para sobreviver, o homem sempre teve de transportar objetos e produtos e conseguir se deslocar pela superfície terrestre.

De início, o homem utilizava as vias naturais, como os rios, as áreas de topografia plana e as regiões de formações herbáceas: áreas que apresentavam poucos obstáculos ao deslocamento de pessoas e objetos. A base do transporte era a tração humana. Inicialmente, o homem usava seu próprio corpo como meio de transporte e, a seguir, equipamentos associados ao corpo, como cestas, varas e carroças. Com o passar do tempo, novos recursos foram adotados como meios de transporte. À medida que houve desenvolvimento econômico, o homem passou a construir estradas, ainda que precárias, e a utilizar transporte de tração animal.

Após a Revolução Industrial, a expansão econômica acelerada de alguns países, graças ao aumento da produção de bens industrializados, gerou a necessidade de um grande consumo de matérias primas. Assim, aumentou a necessidade de transportar mercadorias – em maior quantidade e de forma mais rápida.

O desenvolvimento técnico-científico que acompanhou a Revolução Industrial possibilitou a implantação de novos meios de transporte com maior capacidade – ferrovias, hidrovias e rodovias – e a construção imediata de novas vias de transporte. Assim, a nova tecnologia permitiu que se ultrapassem obstáculos naturais, que até então freavam a circulação de produtos. Isso deu origem a uma nova fase do comércio: o comércio em escala mundial.

Os transportes em países desenvolvidos e em desenvolvimento

Os meios de transporte de um país refletem seu nível de desenvolvimento econômico e tecnológico.

O transporte é fundamental para a integração econômica, social e cultural de uma comunidade. Com efeito, as pessoas e as mercadorias se locomovem entre a cidade e o campo, entre várias cidades e entre países através dos meios de transporte. A ausência ou deficiência de transporte causa perdas econômicas e dificulta as relações sociais das populações. Sem dúvida, países de pequena extensão geográfica resolvem com mais facilidade o problema da montagem de uma rede de transporte. Para as nações extensas territorialmente, a criação de transportes eficientes é um grande desafio.

Nos países desenvolvidos, a evolução dos transportes decorreu da expansão econômica. Este é o motivo pelo qual há um alto grau de integração inter-regional e nacional e a eficiência e disponibilidade dos diferentes meios de transporte nesses países.

Por outro lado, nos países subdesenvolvidos, cuja economia sempre dependeu do mercado externo, as redes de transporte são quase sempre isoladas e convergem para os portos exportadores. Há uma escassez e ineficiência de uma rede de transportes.

Os principais meios de transporte e vias de circulação estão concentrados nas regiões mais desenvolvidas: Estados Unidos, Europa Ocidental, Japão, etc. Nessas áreas, o transporte de bens e de pessoas é bastante intenso. A distribuição e densidade de transportes nessas regiões é significativamente maior que nas regiões subdesenvolvidas, como América do Sul e África.

Meios de transporte

Os meios de transporte podem ser terrestres (ferroviário, rodoviário e metroviário), hidroviários (marítimo, fluvial e lacustre) e aéreos.

Nos países desenvolvidos, o transporte de mercadorias é feito predominantemente por ferrovias e hidrovias. No Brasil e em outros países subdesenvolvidos, predomina o transporte rodoviário. Muitos países desenvolvidos de grande extensão e deficitários em combustíveis fósseis deveriam expandir seus meios de transporte ferroviário e hidroviário, não rodoviário. Isto porque esses tipos de transporte, além de possuírem maior capacidade de carga, são mais econômicos. Por outro lado, o transporte rodoviário, além de transportar menor quantidade de carga, consome muito combustível e é dependente do petróleo. A recente crise de petróleo, que atingiu países desenvolvidos e subdesenvolvidos, é mais um sinal de que o transporte rodoviário não é economicamente eficiente.

OS TRANSPORTES TERRESTRES

TRANSPORTE FERROVIÁRIO

Durante o século XIX, o trem foi o principal meio de transporte e se expandiu mundialmente até a segunda metade do século XX. Em países de grandes extensões territoriais, como os Estados Unidos e o Canadá, foram construídas ferrovias transcontinentais que cruzavam o território de leste a oeste, ligando os oceanos Atlântico e Pacífico. Na ex-União Soviética, foi construída a Transiberiana – a maior ferrovia do mundo, com 9.280 quilômetros, ligando Moscou a Vladivostok, no litoral do Pacífico. Essas ferrovias tiveram papel preponderante na ocupação territorial e no crescimento econômico e comercial desses países.

Entre 1940 e 1960, muitas ferrovias foram desativadas. O motivo disso foi a expansão das estradas de rodagem. A partir de 1970, devido à crise do petróleo, o transporte sobre trilhos foi reativado, principalmente em países desenvolvidos. Outros fatores que reativaram o setor foram o desenvolvimento tecnológico com trens modernos e mais velozes, o sistema de metrô e uma expansão populacional que necessitava do transporte de massa.

Em países desenvolvidos, o transporte ferroviário concorre com o aéreo, mesmo em questão de velocidade. Há trens ultravelozes na Europa que chegam a velocidades entre 200 km/h e 500 km/h.

O transporte ferroviário não possui a mesma flexibilidade que o rodoviário, mas apresenta muitas vantagens. Pode utilizar várias fontes de energia (vapor, diesel, gasolina, eletricidade), tem grande capacidade no transporte de carga e de pessoas, consegue atingir altas velocidades e estimula o desenvolvimento de indústrias de base. Embora o custo da construção de ferrovias exija altos investimentos, é um econômico meio de transporte, pois desloca grandes cargas de passageiros e de mercadorias por grandes distâncias a baixo custo.

Os Estados Unidos possuem a maior rede ferroviária do mundo. É possível atravessar o país de leste a oeste ou de norte a sul por trem.

VEÍCULOS UTILIZADOS- o trem e o metrô (composição ferroviária urbana somente para passageiros, tendo a vantagem da rapidez).

VANTAGENS DO TRANSPORTE FERROVIÁRIO- embora o custo da construção de ferrovias exija altos investimentos, é um econômico meio de transporte, pois desloca grandes cargas de passageiros e de mercadorias, por grandes distâncias a baixo custo.

TRANSPORTE RODOVIÁRIO

O automóvel tem sido utilizado como meio de transporte desde o início do século XX. Com a Primeira Guerra Mundial, aumentou significativamente a produção e a diversificação dos tipos de veículos: carros de passeio, caminhões, ônibus, tratores, etc.

Inicialmente, o transporte rodoviário complementava o ferroviário. Com o passar do tempo, passou a concorrer com as ferrovias, inclusive resultando na desativação de muitas delas, que se tornaram deficitárias.

Há vários motivos por que alguns países decidiram utilizar a rede rodoviária, e não a ferroviária, para o transporte de mercadorias: maior flexibilidade e facilidade de acesso a diversos lugares, simplificação das operações de carga e descarga, etc. Sem dúvida, desde o início do século XX, o transporte rodoviário cresceu de forma espetacular.

A desvantagem do transporte rodoviário é o fato de ser mais caro que o ferroviário, pois transporta menor quantidade de carga. Ao longo da história do Brasil, quase todos os governos incentivaram o transporte rodoviário. Isso resultou no aumento dos preços das mercadorias, já que os caminhões não podem competir com os trens quanto à quantidade de carga transportada.

Outras desvantagens do transporte rodoviário são a poluição que gera, causando aumento de doenças e prejudicando o meio ambiente, os acidentes de tráfego e a crise do trânsito urbano.

Em países desenvolvidos, as rodovias são normalmente autopistas, estradas muito bem pavimentadas, contando com socorro mecânico a qualquer hora e telefones pouco distantes, um dos outros.

VEÍCULOS UTILIZADOS- ônibus, caminhões e carros.

DESVANTAGEM - o transporte rodoviário é mais caro que o ferroviário, pois transportam menor quantidade de carga.

Sumário

- Evolução dos Transportes
- Os Transportes em países desenvolvidos e em desenvolvimento
- Meios de Transporte
- Os Transportes Terrestres
i. Transporte Ferroviário
- Transporte Rodoviário
- Transportes Náuticos
- Transporte Aéreo
Assine login Questões a responder image Questões dissertativas image Questões para o Enem image