Extrativismo mineral no Brasil

Extrativismo mineral no Brasil

O extrativismo mineral, ou mineração, é a atividade econômica que consiste na obtenção dos minérios em seu estado natural. O extrativismo mineral pode ser enquadrado no setor primário da economia (se realizado de forma primitiva, como a garimpagem) ou no setor secundário (se organizado industrialmente).

O Brasil é um dos principais produtores e exportadores mundiais de minérios. O país é rico em minerais e explora mais de 50 tipos:  ferro, bauxita, cassiterita, ouro, cobre, cromo, estanho, níquel, manganês, zinco, potássio, nióbio, entre outros.

A extração de minerais metálicos no Brasil concentra-se principalmente em Minas Gerais, Goiás, Pará, Mato Grosso, Rondônia, Bahia e São Paulo. O extrativismo mineral no país ocorre basicamente nas áreas de escudos cristalinos, que correspondem aos cinturões orogênicos e às intrusões ígneas do período Pré-Cambriano. O subsolo brasileiro apresenta extensa área de terrenos pré-cambrianos ricos em minérios.

O Brasil possui algumas das maiores reservas geológicas do mundo, entre elas:

  • o Quadrilátero Ferrífero, em Minas Gerais: responsável por 70% da produção brasileira de ferro.
  • a Região Norte. No Amazonas, os grandes projetos de exploração; no Pará, a Província Mineral de Carajás (jazidas de ferro, manganês, cobre e ouro), o Rio Trombetas (bauxita) e a Serra Pelada (ouro); no Amapá, a Serra do Navio (manganês); em Rondônia, Porto Velho (cassiterita).

O Brasil possui também a maior reserva mundial de nióbio – mineral misturado ao aço que é usado na fabricação de turbinas de avião.


Fonte: IBGE

As empresas mineradoras contribuem para o desenvolvimento das regiões onde estão instaladas. A média do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) dos municípios onde há mineração é maior do que a dos estados aos quais pertencem.

O setor mineral contribui positivamente para a balança comercial brasileira.

Veja abaixo a tabela de minérios exportados e importados pelo Brasil.


Fonte: http://www.ibram.org.br - 2010

PRINCIPAIS RECURSOS MINERAIS

Minério de Ferro

O Brasil possui 8% das reservas mundiais de ferro. Os minerais de ferro surgem em terrenos proterozoicos. A rocha que apresenta teor metálico superior a 40% pode ser classificada como minério de ferro.

O Brasil é o segundo maior produtor de ferro no mundo, sendo superado apenas pela China. Na pauta de explorações, o ferro é o recurso mineral mais exportado pelo Brasil. A sua grande disponibilidade e a localização geográfica de suas reservas no país viabilizam economicamente a sua exploração.

O ferro é a matéria-prima do aço. Este possui diversas utilidades: é usado em construções e na produção de máquinas, ferramentas e veículos.

A maior companhia de extração de minerais metálicos no Brasil é a Vale (até 2008, era denominada Companhia Vale do Rio Doce), empresa criada em 1942 por Getúlio Vargas e privatizada em 1998. Atualmente, a Vale é uma empresa de capital aberto e é a segunda maior mineradora do mundo. É uma das maiores e mais lucrativas companhias do mundo, sendo responsável por grande parte da exploração e comercialização do minério de ferro do Brasil. A entrada de novos investidores no Brasil e a construção de novas siderúrgicas tendem a reduzir a concentração dessa indústria nas mãos da Vale.

Para explorar uma província mineral, as empresas dependem de uma autorização especial, fornecida pelo Ministério das Minas e Energia, que, em nome dos interesses nacionais, pode suspender a autorização a qualquer momento.

O minério exportado é transportado aos portos pelas estradas de ferro e é escoado através dos chamados corredores de exportação.

  • A Estrada de Ferro Vitória a Minas liga operações de minério de ferro do interior de Minas Gerais ao Porto de Tubarão, no Espírito Santo.
  • A Estrada de Ferro Carajás liga as Minas de Carajás, no Pará, ao Terminal Marítimo de Ponta da Madeira ou ao Porto de Itaqui, ambos no Maranhão.
  • A Estrada de Ferro Centro-Atlântica liga o Quadrilátero ao porto de Sepetiba (RJ).

Em 2010, o Brasil exportou mais de 85% de sua produção de ferro. Entre os principais importadores estão a Coreia do Sul, o Japão, a Argentina, os Estados Unidos e a União Europeia. Parte do minério de ferro, que não é exportada, é utilizada nos complexos siderúrgicos nacionais.

Em 2010, 95% de todo minério de ferro foi movimentado por meio dos seguintes portos: Tubarão (ES), Ponta da Madeira (MA), MBR (RJ), Ponta de Ubu (ES) e o Porto de Itaguaí (RJ).

Principais Áreas de Ocorrência

Quadrilátero Ferrífero (MG) 

Localizado no centro-sul de Minas Gerais, o Quadrilátero Ferrífero é responsável pela maior produção brasileira de minério de ferro e manganês. Também produz bauxita e cassiterita. Diversas indústrias siderúrgicas se encontram ao redor do Quadrilátero.

Dentre os fatores que favoreceram o incremento da produção na área, podemos citar: a proximidade dos principais centros consumidores do País, como São Paulo e Rio de Janeiro; a existência de importante infraestrutura como disponibilidade energética e rede de transporte; e a relativa proximidade litorânea, facilitando o processo de exportação.

Serra dos Carajás (PA)

A serra dos Carajás se localiza no sudeste do Pará, onde foi encontrada, no final da década de 1960, a maior província mineral do planeta, contendo enorme abundância de ferro, manganês, bauxita, estanho, ouro, cobre e níquel.

Projetos de infraestrutura ajudaram na exploração da jazida. Projetos como:

  • A Estrada de Ferro Carajás (EFC), ferrovia operada pela Vale, é especializada no transporte de minérios. Estes correm das minas da Serra dos Carajás em Parauapebas, Canaã dos Carajás e Marabá, até os portos de São Luís. É também utilizada para transportar dezenas de milhares de pessoas por mês.
  • Porto do Itaqui: Instalado no litoral de São Luís (Maranhão), o Porto do Itaqui está próximo de importantes mercados como a Europa, os Estados Unidos e a América Central, onde se localiza o Canal do Panamá, que encurta distâncias para a Ásia e para a Costa Oeste da América do Sul. As principais cargas transportadas são: minério de ferro, ferro-gusa, manganês, cobre, combustíveis e carvão.
  • Hidrelétrica de Tucuruí – localizada no Rio Tocantins, no município de Tucuruí, no estado do Pará, é a maior usina localizada apenas em território brasileiro. (A usina de Itaipu possui maior potência instalada, mas é dividida entre o Brasil e o Paraguai).

O aumento na produção da Vale na Serra dos Carajás se limita à capacidade de escoamento do produto por ferrovia. Grandes investimentos em infraestrutura precisam ser feitos para que haja a expansão da produção.

A atividade de mineração em Carajás, localizada em plena floresta, tem impactos ambientais.

Maciço de Urucum (MS)

Trata-se de uma província mineral localizada no meio do Pantanal Mato-grossense, à beira do rio Paraguai, por onde é escoada sua produção de ferro e manganês. A área está localizada próxima à cidade de Corumbá.

Devido à natureza de suas rochas, o Maciço do Urucum possui grandes reservas minerais, com destaque para o ferro e o manganês.  No Urucum, as jazidas de ferro estão estimadas em 2 bilhões de toneladas. O ferro é extraído de mina a céu aberto.

O incremento da exploração é dificultado pela localização geográfica das reservas, que se encontra distante dos principais centros industriais do país. Sua produção é exportada para os países platinos.

Impactos negativos da mineração já ocorreram no córrego Urucum, município de Corumbá. As atividades de mineração subterrâneas podem afetar os lençóis freáticos, resultando na contaminação da água.

Sumário

- Principais Recursos Minerais
i. Minério de Ferro
ii. Principais Áreas de Ocorrência
iii. Minério de Manganês
iv. Principal Área de Ocorrência
v. Minério de Cobre
vi. Minério de Alumínio
vii. Ouro
viii. Cloreto de Sódio (Sal Marinho)
Assine login Questões de Revisão image Questões dissertativas image