Impactos ambientais causados pelo homem

Os seres vivos e o ambiente formam uma complexa rede de inter-relações, harmônicas ou desarmônicas, contribuindo decisivamente para a melhoria de qualidade de vida ou, ao contrário, minando intensa ou lentamente a saúde.

É preciso considerar que a atividade humana sempre tem algum impacto negativo sobre o ambiente: matamos seres de outras espécies para obter alimento, destruímos ecossistemas naturais para construir moradias e eliminamos nossos excrementos e lixo nos mares, nos rios ou no solo.

Quanto maior for o número de pessoas, maior será a exploração dos recursos naturais e a produção de resíduos, com poluição da atmosfera, da água e do solo. Os efeitos globais da poluição gerada pelo desenvolvimento industrial já são evidentes: há locais, onde as chuvas são ácidas e corrosivas; há buracos, que estão se expandindo, na camada de ozônio que envolve a Terra e que expõem perigosamente os seres vivos à radiação ultravioleta (mutagênica); a temperatura média está subindo, perigosamente, em todo o planeta, em função do efeito estufa, provocado pelo acúmulo de determinados gases (CO2 das combustões, CH4 das fermentações etc.).

O consumo de energia e a produção de resíduos são, de sobra, maiores nos países desenvolvidos em relação aos subdesenvolvidos ou em desenvolvimento.

Superpopulação, desenvolvimento econômico e degradação ambiental são componentes intimamente ligados. Os modelos atuais de desenvolvimento econômico têm levado a uma imensa desigualdade social, além de serem perdulários e altamente poluidores.

Desmatamento

Florestas Tropicais localizam-se no norte da América do Sul (Bacia Amazônica), na América Central, na África, na Austrália e na Ásia e são as mais ricas em biodiversidade, apresentando um grande número de espécies.

O desmatamento e a destruição de grandes partes das florestas tropicais têm causado um aumento perceptível do teor do dióxido de carbono na atmosfera. O desmatamento diminui o número de árvores, ou seja, dos produtores de oxigênio.

Desmatamento por causa de práticas agrícolas e as queimadas têm alterado drasticamente o habitat de várias espécies. O período de reposição dessas florestas é enorme e dependo da situação do solo após o desmatamento, até impossível.

O desmatamento ocorre por razões econômicas como: a extração de madeira para fins comerciais, a mineração e o desmatamento para abrir áreas para a criação de gado. Incêndios também contribuem para a devastação das florestas tropicais.

As principais consequências da destruição de grandes áreas dessas florestas são:

  • Aumento da temperatura: os raios solares incidem diretamente sobre o solo aumentando a capacidade de absorção de energia do mesmo; este irradia calor para a atmosfera;
  • Diminuição do índice pluviométrico;
  • Erosão do solo, causando assoreamento de rios e represas, prejudicando a agricultura e agravando as enchentes;
  • Empobrecimento do solo;
  • Comprometimento do equilíbrio atmosférico entre gás carbônico e oxigênio;
  • Destruição da biodiversidade;
  • Agressões aos povos indígenas e populações ribeirinhas.
  • Desertificação.

A Floresta Amazônica, a maior floresta tropical no mundo, já foi altamente devastada. O governo brasileiro, visando o desenvolvimento do estado do Amazonas, chegou a subsidiar a criação de gado, indústrias e outras atividades que causaram o desmatamento de áreas extensas da floresta.  As consequências dessas atividades alcançam um nível global. Internacionalmente, o governo brasileiro sofre pressão a respeito de medidas sérias para a preservação da Floresta Amazônica - que é frequentemente chamada de "o pulmão do mundo".

Sumário

- Desmatamento
- Poluição do Ar
i. Inversão térmica
ii. Chuva Ácida
iii. Efeito estufa
iv. Buraco na camada de ozônio
v. Problemas de Saúde causados por Poluição
vi. O Problema do Lixo
- Poluição da Água
i. Eutrofização (ou eutroficação)
ii. Poluição térmica
- Poluição visual e sonora
Assine login Questões de Vestibular image Questões para o Enem image