O desinteresse dos alunos no Brasil

Publicado em 10 de agosto de 2016

aluna_desmotivada_grande

A importante missão de melhorar a educação no Brasil está repleta de grandes desafios. Um deles é o absoluto desinteresse por parte de muitos alunos. Estes até reconhecem a importância de um diploma no mercado de trabalho, mas não demonstram nenhum interesse pelo que a escola tem a oferecer. De acordo com uma pesquisa feita pela Fundação Victor Civita, em parceria com o Centro Brasileiro de Análise e Planejamento, o Banco Itaú e a Fundação Telefônica Vivo, um em cada cinco estudantes frequenta a escola por uma única razão: obter um diploma.

Há muitos motivos para essa falta de interesse. Um deles é que a atenção dos alunos está mais voltada para a Internet e os programas de televisão do que para os estudos. Trata-se de um problema enfrentado por professores de todo o mundo, não sendo um fenômeno exclusivamente brasileiro.

A opinião reinante entre os educadores é a de que os estudantes não estão interessados em fazer a lição de casa. Muitos professores desistiram de pedir aos alunos que façam os deveres, pois simplesmente se recusam a estudar quando não estão no colégio. Talvez os maiores culpados disso sejam a televisão e a Internet, pois quem passa muito tempo assistindo a programas de TV ou navegando on-line geralmente não tem interesse ou tempo suficiente para estudar. Uma pesquisa norte-americana revelou que, até completar 18 anos de idade, o típico jovem norte-americano já terá passado 15.000 horas na frente da televisão — mais tempo até do que despende no colégio. Essa estatística provavelmente vale também para o Brasil e não deve surpreender ninguém. A menos que se trate de um assunto de grande interesse para o aluno, ele julga muito mais agradável e divertido assistir a um programa de televisão do que estudar ou fazer a tarefa de casa.  Antigamente, os pais impunham respeito e exigiam que o filho desligasse o aparelho  de televisão e abrisse os livros. Hoje, isso é menos comum, pois muitos jovens crescem sem figuras de autoridade. Não há quem lhes cobre estudar ou fazer a lição.

No Brasil, os jovens estão cada vez menos interessados nos estudos. Segundo a pesquisa da Fundação Victor Civita, a maioria dos alunos entrevistados não entende a utilidade da maioria dos assuntos ensinados no colégio. Acreditam que matérias como Matemática e Português são importantes, mas que todas as outras são dispensáveis.

Há inúmeros problemas que contribuem para a falta de interesse do estudante brasileiro. Em alguns casos, o problema reside na própria escola ou no professor. Por exemplo, muitos alunos percebem a falta de interesse dos professores. Quase 42% dos alunos entrevistados não tiveram pelo menos uma das aulas programadas no dia anterior à data de participação na investigação — fato extremamente grave. Segundo os jovens, a relação interpessoal com os educadores é problemática.

Os jovens também se queixam de problemas como falta de infraestrutura e de segurança nos colégios. Há escolas praticamente abandonadas, caindo aos pedaços. Isso não proporciona um bom ambiente de aprendizado. Há também a questão da violência e a do bullying, que aterrorizam alunos. Muitos deles não se sentem seguros no ambiente escolar.

Torna-se difícil cobrar um comprometimento do jovem com a educação quando o governo e muitos professores e diretores de colégio se mostram desinteressados. É quase impossível transmitir para o adolescente a importância da educação — o impacto que terá em sua vida — quando quase todos os sinais à sua volta apontam que o estudo está muito longe de ser uma prioridade para a sociedade brasileira.

O Portal Mais Completo para Alunos e Professores!

ASSINE O EDUCABRAS

Posts Relacionados

Os comentários não representam a opinião do EducaBras.


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/educabras/public_html/blog/wp-content/themes/educabras/functions.php on line 1116