A Correção da Redação e os Resultados do Exame

Publicado em 13 de junho de 2017

Logo Enem

O Enem – Exame Nacional do Ensino Médio – é constituído por duas provas de múltipla escolha e por uma redação. O Edital do Enem revela o tipo de redação que exigirá na prova deste ano: dissertativo-argumentativa. Portanto, é fundamental que todas as pessoas que se inscreveram para prestar o Enem saibam o que constitui uma redação dissertativo-argumentativa. Esse tipo de redação exige que o aluno saiba articular seus pensamentos e que consiga defender, de forma coerente, seu ponto de vista. Não basta relatar fatos.

Este blog traz informações sobre a correção do Enem e os resultados do exame. É muito importante que o participante se familiarize com tais informações, pois se não respeitar as regras estabelecidas pelo Inep, arrisca receber nota zero no exame.

A Correção do Enem
É imprescindível que o participante transcreva a FRASE constante da capa no seu Caderno de Questões. Caso contrário, sua prova não será corrigida. É também necessário que a redação seja transcrita para a Folha de Redação e que as respostas sejam marcadas no Cartão-Resposta, com caneta esferográfica de tinta preta. Vale ressaltar que os rascunhos e as marcações assinaladas nos Cadernos de Questões NÃO serão considerados para fins de correção.

A nota na redação varia entre zero e mil pontos. A pontuação será atribuída conforme os critérios disponibilizados na Página do Inep, cuja URL é: http://portal.inep.gov.br/enem .

A redação da prova do Enem será corrigida por dois corretores de forma independente. Cada um deles atribuirá uma nota entre zero e duzentos pontos para cada uma das cinco competências. A nota total de cada corretor corresponderá, portanto, à soma das notas que atribuiu a cada uma das cinco competências.

Se houver discrepância entre os dois corretores – isto é, se diferirem por mais de cem pontos ou se a diferença de suas notas em qualquer uma das cinco competências for acima de 80 pontos, a redação será corrigida, de forma independente, por um terceiro corretor. (Caso não haja discrepância entre os dois corretores, a nota final da redação será a média aritmética das notas totais atribuídas por eles). Caso haja discrepância entre o terceiro corretor e apenas um dos corretores, a nota final da redação será a média aritmética entre as duas notas totais que mais se aproximarem; as demais serão desconsideradas.

Há a possibilidade de a nota total do terceiro corretor ser equidistante das notas totais atribuídas pelos outros dois corretores. Nesse caso, a redação será corrigida por uma banca constituída por três corretores. Será a banca que atribuirá a nota final do participante; as notas anteriores serão desconsideradas.

É importante que todos os participantes saibam que a redação do Enem é fundamental para o êxito no exame. O mau desempenho na redação pode significar o fracasso no Enem. Portanto, além de se preparar para escrever uma boa redação, o participante precisa evitar cometer algum erro que cause com que receba nota zero nela.

O Edital do Enem informa que será atribuída nota zero à redação nos seguintes casos:

– A redação não atende à proposta solicitada. É fundamental que o aluno escreva a respeito do tema exigido. Receberá nota zero a redação que apresentar parte do texto deliberadamente incoerente com o tema proposto. Também receberá nota zero a redação que não respeitar a estrutura dissertativo-argumentativa. Isso significa que é imprescindível que o aluno saiba o que constitui uma redação dissertativo-argumentativa.

– A redação não apresenta texto escrito na Folha de Redação. Se isso ocorrer, ela será considerada “Em Branco”.

– A redação apresenta menos de sete linhas, independentemente de seu conteúdo. A redação que não respeitar essa exigência será configurada como “Texto insuficiente”. O Edital do Enem explicita que linhas com cópia dos textos motivadores apresentados no Caderno de Questões NÃO serão consideradas para efeito de contagem do mínimo de linhas.

– A redação apresenta impropérios, desenhos ou outras formas de anulação, como conteúdo que desrespeite os direitos humanos. A redação que violar tais normas será considerada “Anulada”.

Os Resultados do Exame
Os gabaritos das provas objetivas do Enem serão divulgados na Página do Inep, cuja URL é http://portal.inep.gov.br/enem, e no aplicativo oficial do Enem. Os gabaritos serão disponibilizados até o terceiro dia útil seguinte ao da realização das últimas provas.

O participante poderá acessar seus resultados em data a ser posteriormente divulgada, mediante inserção do número do CFP e senha, na Página do Participante, cuja URL é http://enem.inep.gov.br/participante, ou no aplicativo oficial do Enem.

Os resultados de participantes treineiros serão divulgados 60 dias após a disponibilização dos resultados do Exame.

O participante deve saber que os resultados individuais do Enem 2017 não serão divulgados por outros meios de publicação ou instrumentos similares que não o explicitado no Edital do Enem. Além disso, somente o participante poderá autorizar que os resultados do seu exame sejam utilizados para fins de premiação ou publicidade. Vale ressaltar que a utilização dos resultados individuais da prova para fins de seleção, classificação ou premiação não é de responsabilidade do Inep, e sim, da Instituição que o participante indicar.

Todos que prestarão o Enem 2017 devem estar cientes que a inscrição para participar na prova significa o consentimento formal para que suas notas e informações, inclusive as do questionário socioeconômico, sejam utilizadas em estudos e programas do governo brasileiro.

Prepare-se para o Enem com o Educabras.com
O Educabras.com é uma excelente forma de se preparar para o Enem. Além dos recursos inteligentes oferecidos aos assinantes, o Educabras.com disponibiliza aulas de Redação e de Português, que ajudam o aluno a se preparar para o exame. As aulas explicam de forma detalhada e didática o que constitui uma redação dissertativo-argumentativa e oferecem orientações para que o aluno consiga melhorar seu desempenho na redação do Enem.

Os comentários não representam a opinião do EducaBras.


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/educabras/public_html/blog/wp-content/themes/educabras/functions.php on line 1114