Dicas para responder a questões dissertativas

Publicado em 27 de junho de 2016

4-big
Ao receber a prova, leia as instruções cuidadosamente. Muitos alunos cometem erros graves porque não se dão ao trabalho de ler todas as instruções.

Antes de inicia-la, leia-a na íntegra, rapidamente, para avaliar a complexidade e dificuldade das questões. É fundamental que você estime quanto tempo poderá dedicar a cada uma delas.

Em alguns casos, a prova não exige que o aluno responda a todas as questões, podendo dar, por exemplo, ao aluno a opção de escolher responder a duas de três questões.

Administre bem o tempo de prova. Muitos alunos dedicam tempo demais a uma única pergunta e, consequemente, não lhes resta tempo suficiente para que responda às outras. Por exemplo, se ela contém quatro questões e há uma hora para concluí-la, o estudante deve dedicar em média 15 minutos a cada uma. É possível que algumas exijam mais tempo que outras, mas lembre-se: quanto mais tempo você dedicar para algumas delas, menos tempo terá para as outras.

Recomeda-se que você leve um relógio (se for permitido) para não perder a noção de tempo durante a prova. Caso contrário, corre o risco de não conseguir responder a todas as perguntas por falta de tempo.

Ao responder a uma questão, é imprescindível entender o que ela exige. Não adianta escrever algo brilhante que não responda à questão. Se uma delas for muito longa, sublinhe algumas palavras-chave para que não perca o foco ao responder a ela.

Preste atenção à forma pela qual a questão foi formulada e às instruções de como você deve responder a ela. Por exemplo, palavras como “compare”, “contraste”, “defina”, “descreva” e “justifique” determinam a forma de resposta. Se uma questão pede que você justifique sua solução, é fundamental que o faça. Não basta responder à questão corretamente: é necessário também justificar a resposta ou o ponto de vista. Caso contrário, será considerada/o incompleta/o e você provavelmente perderá pontos por isso.

Leia a questão com calma e não às pressas. Tenha certeza de que você a entendeu. Responda a tudo que a questão exige. Vale lembrar que algumas questões pedem mais de uma resposta ou justificativa. Por exemplo, se uma delas consistir nos motivos que desencadearam a guerra civil na Síria, não cite apenas um deles.

Se você ler uma questão e não souber a resposta, passe para a seguinte. Quando terminar a prova, volte para ela. É possível que a solução se encontre em questões que a seguem na prova. É também possível que, ao responder a outras perguntas, você se lembre da resposta à que deixou em branco. É fundamental não ficar preso a uma questão durante o exame. Se isso ocorrer, você se arrisca a não ter tempo de responder às perguntas cuja resposta sabe.

Este conselho parece ser evidente, mas não é: escreva de forma clara e legível! O professor não pode corrigir o que não consegue ler. Se escrever de forma ilegível, provavelmente perderá pontos.

Se você não se lembra da data exata em que algo ocorreu, é preferível citar o período a uma data incorreta. Por exemplo, é melhor afirmar que a Segunda Guerra Mundial ocorreu no século XX do que citar que se iniciou no ano 1950.

Se terminar de responder a todas as questões da prova e ainda sobrar tempo, revise-a antes de entregá-la ao professor. Corrija erros de ortografia, gramática, etc. Contudo, recomendamos que não mude as respostas a menos que tenha certeza de que cometeu algum erro. Estudos demonstram que a primeira resposta que vem à cabeça geralmente é a correta. Mude sua resposta apenas se tiver certeza de que cometeu algum erro: por exemplo, caso tenha entendido mal a pergunta.

O Portal Mais Completo para Alunos e Professores!

ASSINE O EDUCABRAS

Posts Relacionados

Os comentários não representam a opinião do EducaBras.


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/educabras/public_html/blog/wp-content/themes/educabras/functions.php on line 1116