Dicas para Provas com Alternativas Verdadeiro/Falso (Certo/Errado)

Publicado em 04 de junho de 2019

Há vestibulares que utilizam questões Verdadeiro/Falso em vez de questões de Múltipla Escolha. Não são muitos os vestibulares que fazem isso, mas sugerimos algumas dicas para provas desse tipo.

1. Geralmente há mais alternativas verdadeiras do que falsas na prova. Lembre-se de que os examinadores querem testar o quanto você conhece e não o fato de você conseguir detectar informações incorretas.

2. Se você não for penalizado por escolher a resposta errada, sempre adivinhe, mesmo que você não tenha a menor ideia se a resposta é “verdadeiro” ou “falso”. Lembre-se de que em uma prova Verdadeiro/Falso, você sempre tem, no mínimo, 50% de chance de escolher a resposta correta. Afinal, há apenas duas possibilidades.

3. Leia a pergunta com muito cuidado antes de responder a ela. Os examinadores sabem que há apenas duas respostas (portanto, há muita chance de alguém fazer uma boa prova mesmo que não esteja bem preparado) e eles não querem que alunos mal preparados tenham um bom desempenho no exame. Portanto, as perguntas podem conter “pegadinhas”.

4. Ao mesmo tempo, não se torne paranoico: se você sabe a resposta, não fique imaginando que seja uma pegadinha. Por exemplo: Verdadeiro ou Falso: O Canadá se localiza na América do Norte. Você pode pensar que a pergunta é óbvia demais e que, portanto, deve haver uma pegadinha. Não há. Pode ser óbvia para você, mas não para outras pessoas.

5. Palavras como “sempre” e “nunca” geralmente indicam que a resposta é falsa. Por exemplo: Verdadeiro ou Falso: No Brasil, nunca neva. A alternativa não pode ser “Verdadeiro”, pois apesar de ser um evento raro, já nevou no Brasil.

6. Palavras e frases como “geralmente”, “às vezes”, “em muitos casos”, em geral significam que a resposta é “Verdadeiro”.

7. É importante ressaltar que, se qualquer parte de uma questão de Verdadeiro/Falso for incorreta, a resposta será necessariamente “Falso”. Contudo, se parte de uma frase for verdadeira, isso não significa que toda a afirmação é verdadeira. Todas as informações precisam estar corretas para que a resposta seja “Verdadeiro”.

Exemplos:

i. Os Estados Unidos e a Inglaterra eram aliados durante a Segunda Guerra Mundial e venceram a guerra.

Ambas as afirmações estão corretas. Portanto, a resposta é: Verdadeiro.

Veja agora o próximo exemplo:

ii. A capital do Brasil é Brasília e se localiza no Amazonas.

Note que há duas afirmações. A primeira é correta, mas a segunda é incorreta. Assim, a resposta é: Falso. Esse exemplo demonstra porque é importante você ler a questão inteira. A primeira parte dela é correta. O aluno pode, por conseguinte, escolher a alternativa “Verdadeiro”, antes de terminar de ler a questão. Nesse exemplo, ela é composta por apenas uma frase. Mas há questões mais longas. Muitos alunos, preocupados com o limite de tempo, respondem à pergunta antes de lê-la por completo e isso é extremamente desaconselhável. Muitas parecem estar perguntando uma coisa e daí, no meio da questão, mudam de assunto. Se você não ler a questão na íntegra, corre o risco de escolher uma resposta que seja factualmente verdadeira, mas que não seja a resposta à pergunta formulada.

Fonte da Imagem: IStock

O Portal Mais Completo para Alunos e Professores!

ASSINE O EDUCABRAS

Posts Relacionados

Os comentários não representam a opinião do EducaBras.


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/educabras/public_html/blog/wp-content/themes/educabras/functions.php on line 1116