Como controlar a ansiedade na hora da prova

Publicado em 29 de maio de 2019

Muitos alunos se preocupam demais com seu desempenho em provas. Um pouco de preocupação é saudável; caso contrário, a maioria não estudaria para elas. Mas ansiedade antes da prova é extremamente nociva: prejudica o raciocínio, pode causar lapsos de memória e diminuir o foco e a concentração.

Neste blog, oferecemos algumas sugestões de como controlar a ansiedade antes da prova:

1. A primeira sugestão é óbvia, mas para muitos alunos, é a mais difícil de ser seguida: prepare-se bem para a prova. Quanto mais bem preparado você estiver, menos ansioso se sentirá. O ideal é que você mude a forma de encarar os testes. Em vez de enxergá-los como um mal necessário, passe a vê-los como um desafio e uma oportunidade de demonstrar sua disciplina, empenho, inteligência, memória e raciocínio.

2. Não estude para a prova na véspera. Comece a se preparar com antecedência. Se a prova for muito importante ou testar muito conteúdo, comece a se preparar para ela no mínimo duas semanas antes. Se você se preparar com antecedência, sentirá muito menos ansiedade no dia do exame. Isso porque você terá tido tempo suficiente para estudar e revisar o material, fazer séries de exercícios para testar se realmente entendeu o que estudou e tirar dúvidas com o professor sobre qualquer assunto que não tenha compreendido.

Contudo, se decidir estudar para a prova na última hora, saiba que estará correndo uma série de riscos, que provavelmente aumentarão sua ansiedade antes da prova. Você pode descobrir que é matéria demais para estudar em tão pouco tempo ou que os conceitos são complexos e não há tempo suficiente para assimilá-los. Ao fazer séries de exercícios, você pode concluir – quando já for tarde demais –, que não compreendeu a matéria tão bem quanto imaginou e aí já não há mais tempo para tirar dúvidas com o professor.

Inegavelmente, é difícil ter disciplina para começar a estudar para um teste com uma ou duas semanas de antecedência. A maioria dos seres humanos, independentemente de idade, tem dificuldades em não postergar o que não gosta de fazer. Mas esse tipo de disciplina é a melhor fórmula para reduzir os sentimentos de ansiedade e nervosismo que tanto afligem e prejudicam os alunos.

3. É fundamental que você mantenha uma atitude positiva e confiante durante seu preparo para a prova. Mesmo que o material seja longo e complicado, não desista. Atitudes como “eu nunca vou entender essa matéria”, “nunca fui bom nessa matéria mesmo”, “não sou bom de estudo” e “vou mal na prova de qualquer jeito” são a fórmula certa para o fracasso acadêmico. Se você esperar o pior e entrar no dia da prova com uma atitude derrotista, seu desempenho dificilmente será bom. Por outro lado, caso se sinta confiante e tenha a paciência de estudar a matéria, pouco a pouco, descobrirá que é mais capaz do que julga ser. O fato de um aluno demorar mais que seus colegas para compreender algum assunto não significa falta de inteligência. Geralmente significa que não tem familiaridade com a matéria. Muitas vezes, há apenas uma diferença entre um bom e um mau aluno: este desiste, aquele persiste.

Seja no preparo para a prova, seja no próprio dia da prova, não pense que qualquer conceito está fora do alcance da sua inteligência. Tenha um pouco de paciência consigo mesmo. O que é difícil hoje parecerá muito mais fácil amanhã. Quando um aluno se esforça para compreender algum conceito, é apenas uma questão de tempo até que ele o domine.

4. Se for possível, faça exercícios físicos nos dias que antecedem a prova. Isso reduz estresse e ansiedade. Além disso, pesquisas indicam que a prática de exercícios físicos estimula o cérebro – melhora o raciocínio e a memória.

5. Tente dormir bem na noite anterior à prova. (Isso é mais um motivo para você não deixar seus estudos para a última hora). Uma boa noite de sono é uma ótima forma de combater o estresse e a ansiedade. Quando dormimos bem, sentimo-nos melhor. Mas o oposto também é verdadeiro. Pouco sono prejudica a memória. Além disso, estudos indicam que a falta de sono resulta em ansiedade, nervosismo, falta de concentração e fadiga mental.

6. Tente chegar cedo ao local da prova. Pessoas que chegam atrasadas geralmente chegam ansiosas.

7. Durante a prova, mesmo que ela pareça ser um bicho de sete cabeças, tente manter a calma. Caso se sinta muito ansioso devido à dificuldade das questões, respire profundamente e tente relaxar. A respiração profunda diminui a ansiedade e melhora a concentração.

8. Leia as instruções da prova com cuidado. Se houver alguma instrução que não tenha compreendido, não hesite em tirar a dúvida com o professor/supervisor. É importante que as instruções sejam claras. Se não forem, peça que o professor as explique. Lembre-se: se você não ler, não entender ou não seguir as instruções, corre o risco de ter um péssimo desempenho na prova, mesmo que conheça bem o assunto.

9. Antes de iniciar a prova, tente calcular quanto tempo vai demorar em cada questão. Se souber administrar bem o tempo, você se sentirá menos ansioso.

10. Antes de responder às questões da prova, anote nela as fórmulas e os dados que você decorou. Assim você não precisará se preocupar com a possibilidade de esquecê-los.

11. Comece a prova pelas questões mais fáceis. Isso lhe dará um sentimento de confiança. Por outro lado, se você decidir começar pelas questões mais complexas, há a possibilidade de você desanimar. Questões difíceis podem fazê-lo questionar seu preparo para o exame.

Em alguns casos, as primeiras questões são as mais fáceis. Mas há casos em que a prova começa com as mais difíceis. É até possível que a primeira questão seja a mais difícil. Não se deixe intimidar. Seja mais esperto que o elaborador da prova: encontre as questões mais fáceis e responda a elas. Deixe as mais difíceis por último.

12. Durante a prova, não seja influenciado pelos sentimentos de outros alunos. Se eles estão ansiosos, não permita que a ansiedade deles o afete. Se eles acham a prova difícil demais, não significa que seja. Também não se deixe influenciar pela velocidade com a qual eles respondem às questões. Fazer uma prova rapidamente não significa conhecer bem a matéria. Utilize bem o tempo e se concentre em fazer uma boa prova.

13. Se você não souber como resolver uma questão – mesmo que seja a primeira da prova – não fique ansioso e certamente não se desespere. Passe para a seguinte. Depois de responder a todas as questões fáceis, volte para as difíceis. Lembre-se: você não precisa acertar absolutamente todas as questões da prova para tirar uma boa nota.

14. Concentre-se na prova. Quando nossa mente está concentrada em uma tarefa, há menos chances de ser contaminada por sentimentos de ansiedade, insegurança e nervosismo. Se em vez de pensar nas questões, você ficar divagando, terá mais dificuldade em fazer uma boa prova. A concentração é um recurso fundamental. Não a perca por nada. A melhor dica de como controlar a ansiedade na hora da prova é manter a concentração.

Fonte da Imagem: IStock

O Portal Mais Completo para Alunos e Professores!

ASSINE O EDUCABRAS

Posts Relacionados

Os comentários não representam a opinião do EducaBras.


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/educabras/public_html/blog/wp-content/themes/educabras/functions.php on line 1116